PUBLICIDADE
Topo

MMA


UFC 251: Masvidal revela sofrimento com corte de peso em seis dias

Masvidal bateu o peso exigido para disputas de título no meio-médio - Natassia del Frate/Ag. Fight
Masvidal bateu o peso exigido para disputas de título no meio-médio Imagem: Natassia del Frate/Ag. Fight

11/07/2020 07h00

Antes de pelear contra Kamaru Usman pelo cinturão dos meio-médios (77 kg), em combate que liderará o card do UFC 251, marcado para este sábado (11), na 'Ilha da Luta', Jorge Masvidal precisou enfrentar outra batalha inglória: cortar cerca de 9 kg em seis dias para ficar dentro do limite estabelecido para disputas de título da categoria. Passada a pesagem oficial do evento, na sexta-feira (10), o americano admitiu - em conversa com a imprensa presente em Abu Dhabi - que sofreu para atingir o objetivo.

Sem nunca ter falhado na balança em suas 48 lutas anteriores, Masvidal - que aceitou substituir Gilbert 'Durinho' de última hora após o brasileiro testar positivo para COVID-19 - precisou se pesar completamente nu, mas conseguiu bater 77 kg e superou a primeira batalha, a mais difícil, de acordo com o próprio lutador. Para o confronto diante do campeão, 'Gamebred', como é conhecido, demonstra menos preocupação e promete estar comemorando em breve.

"Nove quilos em seis dias. Isso é tudo que eu vou dizer. Foi difícil. Mas eu fiz. Eu faço essa m*** acontecer", admitiu Masvidal, antes de mostrar confiança na batalha dentro do octógono contra Kamaru Usman.

"O oponente à minha frente é bastante domável, então eu nunca pensei nisso (ter dúvidas sobre aceitar a luta de última hora). Eu sofri, no entanto, no início durante o corte de peso, mas agora isso tudo ficou para trás. Eu bati o peso, eu já tenho líquidos dentro de mim, comida dentro de mim, então em breve vai ser a hora da festa", concluiu.

Primeira opção do Ultimate para desafiar Kamaru Usman pelo cinturão dos meio-médios, Jorge Masvidal viu a entidade escalar Gilbert 'Durinho' em sua vaga após as negociações fracassarem devido a um impasse financeiro. Com o teste positivo para COVID-19 do brasileiro, e sua consequente retirada do card do UFC 251, a organização abriu novas tratativas com 'Gamebred' e conseguiu chegar a um acordo para que o aguardado duelo entre o americano e o campeão fosse marcado para o dia 11 de julho, na inauguração da 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi.

MMA