PUBLICIDADE
Topo

MMA


Durinho ameniza confusão com Borrachinha e detona Nate Diaz: 'Maconheiro'

Gilbert Durinho, detonou Nate Diaz, que opinou sobre sua saída do card - Jeff Bottari/Zuffa LLC
Gilbert Durinho, detonou Nate Diaz, que opinou sobre sua saída do card Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

10/07/2020 06h00

Atual número um do ranking dos meio-médios (77 kg) do Ultimate, Gilbert 'Durinho' ficou perto de lutar pelo cinturão da franquia no UFC 251, neste sábado (11), na 'Ilha da Luta', mas foi obrigado a deixar o evento após seu teste dar positivo para o covid-19. Com a notícia que estava fora do evento, muitos lutadores se manifestaram nas redes sociais e Nate Diaz foi um deles. O americano não deixou a polêmica de lado e afirmou que agora o duelo entre Kamaru Usman e Jorge Masvidal, substituto do brasileiro, era a disputa real. Inconformado, o atleta natural de Niterói disparou contra o companheiro de categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, 'Durinho' atacou o americano e relembrou seu recente retrospecto dentro do Ultimate, já que nesses últimos cinco anos Diaz só fez cinco duelos, vencendo três e perdendo dois, o último, para Jorge Masvidal, em novembro de 2019. Além disso, o brasileiro garantiu que é um atleta mais completo do que seu novo desafeto e não descartou um duelo entre eles no futuro.

"Ele é um maconheiro pela-saco. Está vindo de várias derrotas. Ele ganha uma e perde duas. Ultimamente não vem de bons resultados vem falando para caramba. Lutador verdadeiro por lutador verdadeiro sou mais eu. Luto com e sem quimono, jiu-jitsu que vale tapa na cara, pego luta em cima da hora, desafio todo mundo. Foi assim que ganhei meu espaço. E quem aceitou meu desafio eu vim ganhando bem para ele falar besteira. Se essa luta acontecer, vou amassar. Eu nem quero agora, porque quero lutar pelo cinturão, mas vamos nos esbarrar pela frente e vou ter a chance de espancar ele", afirmou o meio-médio.

Além de Diaz, Paulo 'Borrachinha' foi outro que também se envolveu em polêmica assim que 'Durinho' foi retirado do UFC 251. Através de suas redes sociais, o atleta escreveu uma mensagem em que pareceu afirmar que o compatriota não merecia a disputa de título. Porém, momentos mais tarde ele tratou de se retratar e afirmar que não estava falando do brasileiro e sim da organização. Apesar de não ter visto o texto, o faixa-preta de jiu-jitsu amenizou essa situação e adiantou que nutre boa relação com o peso-médio (84 kg).

"Eu nem tinha visto isso. Na época estava meio mal porque tinha acabado de receber a notícia (do teste positivo de COVID-19). Mas não tenho nada contra ele. Já treinamos juntos, gosto dele. Treinamos juntos na época da luta do Vitor (Belfort) contra o Weidman (em 2015). Ficamos juntos aqui. Respeito ele demais. Meu irmão que me falou dessa declaração, mas depois eu recebi uma mensagem dele dizendo que não falou de mim, era para o UFC. Aceito numa boa. Gosto dele", completou o faixa-preta da arte suave.

Após cinco vitórias seguidas no Ultimate, Gilbert 'Durinho' vive sua melhor fase na organização desde que fez sua estreia, em 2015. Em sua última apresentação, em maio deste ano, o brasileiro superou o ex-campeão da divisão Tyron Woodley por decisão unânime dos jurados, fato que o credenciou a lutar pelo título.

MMA