PUBLICIDADE
Topo

Leon Edwards pede por 'title shot' contra vencedor de Usman vs Masvidal

Ag. Fight

Ag. Fight

09/07/2020 11h06

Leon Edwards possui oito vitórias seguidas no UFC -  Scott Garfitt

Atual quarto colocado no ranking dos meio-médios (77 kg) e com oito vitórias consecutivas no octógono mais famoso do mundo, Leon Edwards estará atento ao desenrolar da luta principal do UFC 251, que acontece neste sábado (11), na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi. De olho em um 'title shot', o lutador inglês deixou claro, em entrevista ao site 'MMA Junkie', seu desejo de enfrentar o vencedor do duelo entre Kamaru Usman e Jorge Masvidal, válido pelo cinturão da categoria até 77 kg, em seu próximo compromisso.

Além da boa fase vivida na organização, traduzida na longa sequência de vitórias, Edwards aposta no histórico com os dois protagonistas do UFC 251 para garantir sua chance pelo título contra qualquer um deles. Usman foi o último atleta capaz de derrotá-lo, há quase cinco anos. Enquanto que, com Masvidal, o inglês teve uma acalorada discussão nos bastidores de uma edição promovida pelo Ultimate em Londres.

"Eu estou feliz que a divisão se movimentou. Por um tempo, ela tem ficado estagnada e nada estava acontecendo, então é bom vê-los lutando. Eu tenho história com os dois e adoraria lutar contra o vencedor", declarou Leon Edwards.

Afastado dos octógonos desde julho de 2019, Leon foi impedido de fazer seu retorno nos últimos meses em razão da pandemia do novo coronavírus. A crise mundial de saúde também atrapalhou os planos de Gilbert 'Durinho', principal concorrente do inglês na corrida pelo próximo 'title shot'. Escalado para disputar o cinturão contra o campeão Kamaru Usman no UFC 251, o brasileiro testou positivo para COVID-19 e foi retirado do card, sendo substituído por Jorge Masvidal. Ciente da situação, Edwards ainda se vê em boas condições de ser o próximo desafiante, mas admitiu a possibilidade de encarar o faixa-preta de jiu-jitsu para garantir a oportunidade.

"Nós dois perdemos oportunidades por causa do coronavírus. Para mim, eu não podia viajar por causa do coronavírus e essa é a única razão pela qual Burns (Durinho) lutou com (Tyron) Woodley. Mesma coisa com o title shot: eu não podia viajar por causa do coronavírus e eles me ofereceram a luta de título, então nós dois perdemos oportunidades pela mesma coisa. Não consigo ver por que eles me desprezariam quando eu tenho mais vitórias na divisão comparado ao campeão", analisou Leon Edwards, antes de comentar sobre um possível duelo com Durinho.

"Depende de quanto tempo nós vamos ter que esperar (por uma nova luta de título). Se for um período longo de espera - tipo o final do ano, ou ano que vem - então eu preferiria competir. Minha última luta foi em julho (de 2019) quando lutei com RDA (Rafael dos Anjos), tem quase um ano. Então, eu gostaria de competir e me manter ativo", concluiu.

No MMA desde 2011, Leon Edwards soma 18 vitórias e apenas três derrotas em seu currículo. Pelo UFC, o inglês não perde desde dezembro de 2015, quando foi superado pelo atual campeão dos meio-médios Kamaru Usman. Desde então, 'Rocky', como é conhecido, engatou uma sequência de oito triunfos e nenhum revés.

Esporte