PUBLICIDADE
Topo

Treinador defende bolsa milionária para Poirier no UFC: "Toda luta é selvagem"

Ag. Fight

Ag. Fight

30/06/2020 13h55

Dustin Poirier venceu Dan Hooker por decisão dos jurados - Diego Ribas / PxImages

No último sábado (27), Dustin Poirier teve mais uma atuação de gala pelo Ultimate. Durante cinco rounds, o americano travou uma intensa batalha diante de Dan Hooker e saiu vitorioso por decisão unânime dos jurados, na luta principal do UFC Las Vegas. E por mais uma grande apresentação, seu treinador, Mike Brown, destacou que o pupilo merece receber uma nova chance de lutar pelo cinturão do peso-leve (70 kg) e também um importante aumento salarial.

Em entrevista ao ao programa 'The Luke Thomas Show', do podcast 'Sirius XM's Fight Nation', o técnico do americano revelou que torce para Justin Gaethje derrotar Khabib Nurmagomedov, em duelo de unificação dos cinturões dos leves, que ainda não tem data e nem local confirmado pela organização. De acordo com ele, esse seria o melhor cenário para Poirier ter uma oportunidade de lutar novamente pelo título. E caso essa situação se concretize, o treinador afirmou que o atual número três do ranking vai merecer receber um milhão de dólares (cerca de R$ 5,4 milhões) de salário pelo show que proporciona dentro do octógono. Vale ressaltar que para a sua última luta Dustin recebeu 300 mil dólares (cerca de R$ 1,6 milhão).

"Se fosse eu, é uma disputa de título (a próxima de Poirier). Em um mundo perfeito, se Gaethje vencer (Khabib Nurmagomedov) é o que aconteceria. Isso seria o melhor cenário, mas quem quiser que ele lute, ele merece um aumento e merece muito dinheiro pelo que está fazendo. Toda vez é loucura. Toda luta é selvagem. Nunca há um minuto chato. Acho que ele merece um pagamento de um milhão de dólares (cerca de R$ 5,3 milhões)", afirmou Mike Brown, antes de justificar o motivo desse seu pedido.

"É por isso que esse cara merece muito dinheiro, esse cara merece ser pago. Todos nós queremos vê-lo. Como fã de luta, ele e Gaethje são os dois caras mais emocionantes da organização. Eles já se enfrentaram e foi a luta do ano. Toda luta dele é um candidata à 'Luta do Ano'", completou.

Com um cartel de 26 vitórias, seis derrotas e um "No Contest" (luta sem resultado), Dustin Poirier, atual número três do ranking já teve a chance de ser campeão linear do peso-leve, mas foi derrotado por Khabib Nurmagomedov, no terceiro round, por finalização, em setembro de 2019. Antes desse confronto, o lutador havia derrotado Max Holloway e conquistado o cinturão interino da categoria por pontos.

Esporte