PUBLICIDADE
Topo

Dana White destaca pressão sofrida por Amanda Nunes para se manter no topo

Ag. Fight

Ag. Fight

06/06/2020 08h00

Amanda Nunes é a atual campeã em duas categorias do UFC - Diego Ribas

Considerada por muitos como a maior lutadora do MMA feminino de todos os tempos, Amanda Nunes está perto de fazer história mais uma vez. Ao entrar no octógono do UFC 250 neste sábado (6), em Las Vegas (EUA), a baiana pode se tornar a primeira atleta na história da entidade a defender com sucesso seus dois títulos, enquanto está em posse de ambos. Para isso, a campeã - que detém os cinturões peso-galo (61 kg) e peso-pena (66 kg) do Ultimate - precisa deixar de lado a expectativa e a pressão criada pelo público e focar nos recordes a serem quebrados.

Pelo menos é o que pensa Dana White, presidente do Ultimate. Em conversa com a imprensa em Las Vegas, com a presença da Ag. Fight, o cartola destacou que, apesar de Amanda ter o status desejado pela maioria dos atletas, a posição também traz dificuldades, como a excessiva cobrança por excelência em todos os momentos. Apesar disso, o dirigente exaltou os feitos já conquistados pela 'Leoa' e projetou que a continuidade de sua carreira sirva para ampliar a distância entre a 'maior de todos os tempos' e o resto das concorrentes.

"Anderson Silva, Ronda Rousey, Jon Jones, a lista segue. Isso é o que acontece quando você chega nesse nível. A pressão é muito maior quando você chega ao nível que ela está no momento, a expectativa está lá. Depois da última luta dela, ela enfrentou Germaine de Randamie, provavelmente a melhor striker feminina do planeta, e todo mundo ficou tipo: 'Ah, ela lutou ok. Ela pareceu humana'. Ela é humana. Ela é ótima, mas é humana. Esse é o tipo de coisa que eles têm que encarar quando chegam nesse nível. E ela tem (título em) duas divisões, o que é inacreditável. E literalmente todo mundo nessas divisões está estudando os vídeos para derrotá-la, todas estão treinando para descobrir um jeito de vencê-la. Nunca é mais difícil do que quando você está no topo", analisou Dana White, antes de comentar sobre o legado da brasileira.

"Todo mundo já a considera a melhor lutadora do MMA feminino e uma das maiores de todos os tempos, no masculino ou feminino. Ela está em uma posição agora de quebrar as estatísticas. Ela está para quebrar recordes e tentar deixá-los tão distantes, tão difíceis de batê-los, que vai precisar aparecer uma atleta incrível um dia para quebrar os recordes da Amanda Nunes. Ela luta pelo dinheiro, para ganhar a vida para ela e para sua família, e ela luta pelo seu legado agora, para quebrar o máximo de recordes que puder. E tentar deixá-los tão distantes que ninguém pode alcançá-los", declarou o dirigente.

Campeã peso-galo e peso-pena do Ultimate, Amanda Nunes faz sua primeira defesa de cinturão da categoria mais pesada neste sábado, diante da canadense Felicia Spencer, na luta principal do UFC 250, em Las Vegas. A baiana conquistou o título da divisão em dezembro de 2018, ao nocautear a compatriota Cris 'Cyborg' com menos de um minuto de luta, na edição 232 do Ultimate.

Esporte