PUBLICIDADE
Topo

MMA


Durinho dá show, massacra ex-campeão e desafia colega de treino por título

Gilbert Durinho acerta Tyron Woodley no UFC - Getty Images
Gilbert Durinho acerta Tyron Woodley no UFC Imagem: Getty Images

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

31/05/2020 00h59

Com cinco vitórias seguidas, sendo três delas pela divisão dos meio-médios (77 kg), Gilbert Durinho liderou seu primeiro card do UFC diante do ex-campeão de sua categoria Tyron Woodley. E com a arena 'UFC Apex' vazia em virtude do protocolo para contenção da pandemia do coronavírus, o brasileiro deu verdadeiro show a ponto de se colocar como um dos favoritos a disputar o cinturão do evento.

Campeão mundial de jiu-jitsu, o atleta provou que a mudança de categoria e os anos de insistência nos árduos treinos de kickboxing no estado americano da Flórida lhe fizeram bem. Completo, o 'azarão' quebrou a banca ao se mostrar superior na trocação em pé, ágil o bastante para derrubar o experiente wrestler e preparado como nunca para sobrar no gás em sua primeira apresentação de cinco assaltos no evento.

Ao final dos cinco assaltos de um verdadeiro passeio, Durinho foi apontado vencedor por decisão unânime dos jurados, e ainda no octógono mandou seu recado, pedindo pela chance de disputar o título contra Kamaru Usman, seu parceiro de treino.

"Vocês que fazem o ranking, eu quero ver o meu número no número 1 segunda-feira. Eu amo o campeão, que é meu parceiro de time, mas me dê uma chance. Tenho muito respeito por você, Kamaru Usman, mas eu estou aqui. Se quiser lutar em julho, vamos lá. Eu quero lutar pelo Brasil".

A luta

Logo no começo do combate, Durinho acertou um golpe de encontro seguido de uma combinação de ataques curtos que levou o americano a knockdown. Sem perder tempo, o faixa preta de jiu-jitsu montou e iniciou uma avalanche de socos que abriu o supercílio do ex-campeão, que deu show de raça e calma para resistir até o final da etapa - claro 10 x 8 para o brazuca.

No segundo round, uma disputa mais disputada em pé fez do duelo de estilos uma dinâmica interessante. Mais veloz, Durinho apostava no volume dos ataques, enquanto seu oponente investiu no poder de nocaute que seu famoso cruzado carrega. Equilíbrio, mas nova vantagem ao brasileiro, que botou o wrestler para baixo no meio do assalto. Durinho 20 x 17 Woodley.

Em uma inversão de papéis, o mais jovem brasileiro deu show de experiência e diminuiu o ritmo do combate sem perder o controle das ações. Com rápidas entradas e saídas do raio de ação do ex-campeão, Durinho confundiu o rival e minou sua resistência tanto com chutes baixos como com cruzados de saída. Nova vitória parcial: 30 x 26.

Cansado, Woodley apostou no clinche e chegou a 'abafar' o ritmo do brasileiro por alguns minutos. Mas quando se livrou, Durinho voltou a impor seus ataques e quase aplicou outro knockdown. Na sequência, nova queda uma justa guilhotina não deram números finais ao confronto graças ao gongo. 40 x 35

Na última etapa, ciente da vitória, o campeão mundial de jiu-jitsu administrou sem correr da luta. Para isso, ele respondeu todos os ataques mais potentes, conectou mais ataques velozes, sem tanta contundência, e clinchou quando precisou, gastando o resto de energia de seu rival. Vitória tranquila: 50 x 44.

Mais brasileiros

Depois de perder sua invencibilidade no MMA em outubro do ano passado, quatro meses após se tornar mãe, Mackenzie Dern retornou ao octógono do UFC contra a azarã Hannah Cifers disposta a fazer as pazes com a vitória. E depois de um início complicado, a americana de coração brasileiro mostrou porque é multicampeã de jiu-jitsu e fez algo inédito.

Já o promissor Augusto Sakai encarou o veterano Blagoy Ivanov em duelo que colocou frente a frente os números 13 e 12 do ranking dos pesos-pesados, respectivamente. E melhor para o brasileiro, que soube aproveitar o momento completamente distinto de sua carreira em relação a do oponente.

Confira os resultados do UFC Las Vegas:

Gilbert 'Durinho' venceu Tyron Woodley por decisão unânime;
Augusto Sakai venceu Blagoy Ivanov por decisão dividida.
Billy Quarantillo venceu Spike Carlyle por decisão unânime;
Roosevelt Roberts finalizou Brok Weaver no 2º round;
Mackenzie Dern finaliza Hannah Cifers no 1º round;
Katlyn Chookagian venceu Antonina Shevchenko por decisão unânime;
Daniel Rodriguez venceu Gabriel Green venceu por decisão unânime;
Jamahal Hill nocauteou Klidson Abreu no 1º round;
Brandon Royval finalizou Tim Elliott no 2º round;
Casey Kenney finalizou Louis Smolka no 1º round;
Chris Gutiérrez nocauteou Vince Morales no 2º round.

MMA