PUBLICIDADE
Topo

MMA


Herbert Burns vê boa fase de Durinho e torce para irmão finalizar Woodley

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

30/05/2020 12h10

Depois de pedir por esse confronto deste março deste ano, Gilbert 'Durinho' finalmente conseguiu a luta diante de Tyron Woodley. Os dois vão encabeçar o evento deste sábado (30), em Las Vegas (EUA), em duelo válido pela divisão dos meio-médios (77 kg). E no que depender da confiança do irmão do brasileiro, o também lutador do Ultimate Herbert Burns, essa disputa não chega até o quinto round.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o peso-pena (66 kg) da organização valorizou o bom momento de 'Durinho', principalmente por ele ter se achado na nova categoria. Por isso, apesar de saber dos perigos de Woodley, Herbert destacou a confiança que seu irmão possui e ressaltou que ele tem todas as qualidades para terminar esse confronto antes da decisão dos árbitros. O lutador até adiantou como prefere que essa disputa chegue ao fim.

"Acho que vai acabar com a luta. Achei que ele fosse trabalhar mais o jiu-jitsu contra o Demian (Maia), mas acabou que não teve nem tempo. Mas eu quero sempre que finalize. Sou do jiu-jitsu, ajudo ele no jiu-jitsu, então quero que finalize sempre. Ele vai acabar antes do quinto round. Isso é certo na minha cabeça", afirmou Herbert, antes de reforçar o foco e desejo de 'Durinho' para chegar ao topo da divisão.

"Ele está muito focado, desde há um tempo, vem fazendo um plano bom de carreira. Ele vem num momento bom, então é continuar fazendo o mesmo. Ele não negligencia nenhuma área nos treinamentos, é um cara do jiu-jitsu e treina jiu-jitsu, sempre quando pode compete. Mostrou que tem as mãos pesadas. Tem um wrestling forte, tem gás. Tem tudo para se tornar o campeão dessa categoria", finalizou o atleta, que no próximo dia 6, encara Evan Dunham, no UFC 250.

No MMA profissional desde 2012, com 18 vitórias e apenas três derrotas, Gilbert 'Durinho' vive seu melhor momento dentro do Ultimate. Atualmente na sexta colocação do ranking dos meio-médios, o brasileiro acumula cinco vitórias seguidas no UFC. A última delas aconteceu em março deste ano, quando nocauteou Demian Maia, em edição realizada em Brasília.

MMA