PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Covington diz que clima de ciúmes e ódio o fez sair da ATT e provoca rivais

Ag. Fight

29/05/2020 11h59

Colby Covington colecionou inimizades na American Top Team e, inclusive, quase protagonizou confrontos as vias de fato dentro da equipe. Por isso, nesta semana, a ATT retirou o nome do atleta da sua lista de integrantes e logo depois ele confirmou sua saída. Segundo o 'Chaos', ele sentia os ciúmes que os companheiros o olhavam e não tinha mais clima para permanecer.

Em entrevista ao site 'MMA Junkie', o ex-campeão interino dos meio-médios (77 kg) destacou que não estava mais à vontade para fazer parte de camps para suas lutas na ATT, principalmente por conta de alguns membros da equipe. De acordo com ele, isso acabava prejudicando seu rendimento.

"Tornou-se muito cheio de drama e com uma energia muito negativa. Toda vez que eu estava entrando em camp, eu podia sentir o ciúme. Eu podia sentir o ódio e esse tipo de energia negativa. Isso o desgasta e você não pode realmente estar no seu melhor quando está lidando com esse dia a dia", afirmou o lutador, antes de provocar Jorge Masvidal e Dustin Poirier, seus desafetos declarados.

"Se eles quisessem fazer alguma coisa, teriam chegado até mim e feito alguma coisa. Mas eles não querem fazer algo. Eles não querem brigar comigo. Se eles quiseram brigar comigo, não têm mais desculpa agora, porque eu sou 'Colby Covington Inc.', para que você possa direcionar suas queixas e sentimentos para mim", completou o americano.

Membro da 'ATT' desde o início de sua carreira no MMA, Colby tem colecionado polêmicas com outros atletas do time, como Jorge Masvidal, Dustin Poirier e Joanna Jedrzejczyk. As trocas de farpas públicas entre o falastrão e seus desafetos, que incluíram até mesmo ameaças de agressão fora do octógono, obrigaram o dono da academia, Dan Lambert, a instaurar uma 'lei da mordaça', onde os lutadores da equipe estavam proibidos de provocar e insultar uns aos outros através da mídia e das redes sociais.

O lutador chegou a ser campeão interino dos meio-médios (77 kg), em 2014, quando derrotou Rafael Dos Anjos. Porém, perdeu o título por inatividade. No fim de 2019, Colby teve a chance de ser campeão da divisão, mas foi superado por Kamaru Usman.

MMA