PUBLICIDADE
Topo

MMA


Glover explica pedido de desculpas a Smith e lamenta rival perder o dente

Cooper Neill/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Cooper Neill/Zuffa LLC via Getty Images

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

17/05/2020 10h15

Na última quarta-feira (13), Glover Teixeira confirmou seu grande momento no Ultimate. Na luta principal do UFC Jacksonville, o brasileiro teve uma bela atuação e nocauteou Anthony Smith, somando sua quarta vitória seguida. A dominância do peso-meio-pesado (93 kg) foi tão grande, que em um exato momento, pediu desculpas ao adversário, quando o estava socando na parte final do confronto. Por ser uma cena pouco comum em um combate, próprio lutador explicou o motivo dessa conversa com o rival.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o atleta natural de Sobrália (MG) admitiu que ficou sem entender quando viu Smith entregar um dente para o árbitro, fruto dos duros golpes que recebeu. Nesse momento, Glover contou que ficou com uma certa indecisão sobre o prosseguimento da disputa pelas condições físicas do seu oponente, com quem tem uma relação amistosa, e, por isso, pediu desculpas.

"Essa foi a hora que ele deu o dente para o árbitro e disse: 'Segura meu dente'. Achei que ele fosse desistir ou que tivesse machucado. Fiquei meio sem entender e parei para saber o que era. Aí ele deu o dente e pedi desculpas e disse que era parte do trabalho. Ele respondeu: 'É o que é e vamos embora'. Ele estava na luta, então eu continuei para terminar a luta", afirmou o lutador, antes de confessar que nunca havia passado por isso em toda sua carreira e teve um sentimento triste por ver Smith daquela maneira.

"Nunca tinha acontecido isso antes. A gente sempre quer ganhar a luta, nocautear, mas não queremos isso aí (ver o adversário machucado). Faz parte, é trabalho. Mas quebrar dente, quebrar osso e não quero que ninguém passe por isso. Fiquei meio bolado com isso. Mas faz parte", completou o mineiro.

Glover Teixeira fez sua estreia no Ultimate em 2012 e logo engatou uma sequência de cinco vitórias, até abril de 2014. No entanto, após ser derrotado por Jon Jones, na disputa do título da divisão, nunca mais havia alcançado nem quatro vitórias seguidas na organização, marca que atingiu ao bater Anthony Smith. Segundo o brasileiro, esse novo momento deve-se muito a mudança de treinamentos e mentalidade.

"Estou super feliz com a minha atuação, os treinos estão dando certo, a mudança, disciplina. É uma recompensa da disciplina e trabalho. São várias guerras que passei. Espero que continue aprendendo e melhorando cada vez mais. O negócio é nunca desistir e nunca escutar gente falando m****. Não podemos ouvir ninguém, só o coração. O que a gente quer e o que temos que fazer para buscar o que queremos. Isso que estou fazendo. Faço meu trabalho no meu cantinho. Aprendendo e melhorando sempre", explicou.

Agora com seu grande momento dentro da divisão, já especula quem pode ser o próximo adversário de Glover, já que bateu o atual número quatro do ranking. Por isso, o brasileiro, que ocupa, por enquanto, o oitavo posto na classificação, deve subir degraus e mira rivais do top 5. Questionado sobre nomes que gostaria de encarar, o mineiro citou Thiago 'Marreta' e Jan Blachowicz, atuais números dois e três, respectivamente. Porém, uma disputa diante do compatriota é algo que gostaria de, por ora, evitar, e explicou seus motivos.

"Tenho muito respeito por esses caras do topo, eu luto contra qualquer um. Mas uma luta com o Jan Blachowicz seria uma boa para mim, por causa do estilo de atuar. Agrada o público. É um cara que vem para dentro. O 'Marreta' também, qualquer um desses caras. Mas o 'Marreta', por ele ser brasileiro e eu o conhecer, sei lá. Mas eu luto também, sem problemas. Mas procuro evitar gente que eu conheço, porque sei lá, brigar com alguém que a gente conhece eu procuro evitar. Mas luto com qualquer um", finalizou.

MMA