PUBLICIDADE
Topo

Luta sem público empolga veterano Overeem para o UFC Jacksonville

Holandês Overeem é atração principal do card do UFC 172, ainda na Flórida - Michael Kooren/Reuters
Holandês Overeem é atração principal do card do UFC 172, ainda na Flórida Imagem: Michael Kooren/Reuters

Ag. Fight

Ag. Fight

15/05/2020 07h00

Alistair Overeem encara Walt Harris na luta principal do UFC Jacksonville neste sábado (16). É o terceiro evento realizado no estado da Flórida (EUA) em sequência, no retorno da competição em meio à pandemia do novo coronavírus. Originalmente escalado para enfrentar o americano no dia 7 de dezembro do ano passado, o holandês viu o rival abandonar o compromisso devido ao sequestro e assassinato de sua enteada.

Ciente da gravidade do caso, o veterano —em conversa com a imprensa durante o media day virtual— mostrou compreensão com a situação. Já no âmbito profissional, apesar de destacar as qualidades do adversário, que conquistou todas suas vitórias na carreira por nocaute, Overeem afirmou que não se sente preocupado. Em sua cabeça, no momento, vale mais a oportunidade de competir pela primeira vez em uma arena sem público, medida adotada em razão da pandemia da Covid-19.

"O que aconteceu foi muito triste. A situação da filha [enteada] dele, Aniah Blanchard, foi terrível. Posso apenas imaginar, eu sendo um pai também. Então, para mim não foi um grande choque que ele desistiu da luta [em dezembro], é claro, isso era a coisa natural a se fazer. E agora nós estamos de volta, está tudo bem. Eu gosto dele como pessoa, e nós vamos fazer uma grande luta, um grande show para os fãs no sábado", declarou Alistair, antes de comentar sobre o confronto.

"Ele, definitivamente, é perigoso. Ele é explosivo, então tenho que ter cuidado com isso, tenho que respeitar isso. Mas, para ser honesto, eu não estou muito preocupado. Estou muito bem preparado, me sinto bem, solto, relaxado, e vou trabalhar para finalizar essa luta. Eu tenho muita experiência, mas também as habilidades para vencer por finalização. Não estou muito preocupado, na verdade, eu estou bastante empolgado. Também pelo fato de não ter público. Para mim, isso é uma nova experiência e eu vivo para essas coisas", concluiu o holandês.

Após o desaparecimento, e posterior reconhecimento do assassinato, de sua enteada, Walt Harris, abalado psicologicamente, decidiu abandonar o duelo marcado para o último dia 7 de dezembro, no UFC Washington. Em seu lugar, Alistair Overeem encarou Jairzinho Rozenstruik, que o superou com um nocaute devastador faltando quatro segundos para o fim do confronto.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado no título, Alistair Overeem falava sobre o UFC Jacksonville, e não sobre o UFC 172. A informação foi corrigida.

Esporte