PUBLICIDADE
Topo

MMA


Lutador narra duelo contra invasor em sua casa: "Entrei pronto para morrer"

Ag. Fight

07/04/2020 14h24

No último domingo (5), Anthony Smith travou uma batalha importante na sua vida. E engana-se quem pensa que foi dentro de um octógono, como ele faz de costume em suas apresentações no UFC. O meio-pesado (93 kg) do Ultimate teve que afastar um invasor de sua própria casa em Nebraska (EUA). O homem, identificado como Luke Haberman, acabou preso horas depois pela polícia local.

Smith admitiu, em entrevista à 'ESPN' americana, que acordou com sons estranhos na sua casa, por volta de 4 horas da manhã. Quando viu o invasor, o atleta confessou que teve receio dele ter alguma arma de fogo ou uma faca que pudesse atacá-lo. No entanto, a briga com o estranho começou e precisou de cerca de cinco minutos para poder imobilizá-lo até a chegada da polícia.

"Nenhum cara normal é capaz de lutar assim. Eu não sou o pior cara do planeta, de forma alguma. Mas eu tive dificuldade em lidar com ele. E ele pegou tudo o que eu lhe dei - cada soco, cada joelho, cada cotovelo. Ele pegou cada um deles e continuou lutando comigo", revelou, antes de completar que esse confronto foi superior a muitos que teve dentro do octógono pelo Ultimate.

"Não estou mentindo quando disse que foi uma das lutas mais difíceis que tive em toda a minha vida. Entrei nessa luta pronto para morrer. Ninguém inteligente invade uma casa desarmado no meio da noite. Quando eles entram à noite, é para machucar as pessoas", completou.

Anthony Smith tem duelo marcado diante do brasileiro Glover Teixeira, para o dia 25 de abril. O local inicial era Nebraska, no entanto, devido à pandemia de coronavírus, ele pode ser alterado de lugar. O ex-desafiante ao título dos meio-pesados não luta desde junho de 2019, em vitória sobre o sueco Alexander Gustafsson. O americano está com um retrospecto de quatro vitórias nas últimas cinco lutas.

MMA