PUBLICIDADE
Topo

Polêmico, Colby Covington diz que recusou flerte de Joanna: "Tenho padrões"

Ag. Fight

31/03/2020 07h00

Além de subir no octógono e lutar pelo Ultimate, a carreira de Colby Covington também é voltada para fazer e colecionar desafetos. Mesmo na sua própria equipe, o americano já tem problemas com Jorge Masvidal e ambos vivem trocando provocações. Agora, outra atleta da ATT que nutre uma rivalidade com o meio-médio (77 kg) é Joanna Jedrzejczyk. No entanto, o lutador veio a público para dar a sua versão dos motivos que levaram a polonesa a odiá-lo tanto.

Em entrevista ao podcast 'Eurobash' do site 'MMA Fighting', o ex-campeão interino da categoria afirmou que Joanna estava interessada em sair com ele. No entanto, ele não lhe deu abertura e, por isso, ela agora o trata dessa maneira. Colby garantiu que nunca fez nada de mal à polonesa.

"Nunca houve um problema. Eu nunca disse nada sobre Joanna, nunca a olhei errado ou algo assim. Um dia, ela entrou na academia e começou a gritar: 'Ahhhh Colby, isso e aquilo... ahhh, eu te odeio' e eu fiquei tipo: 'Que p*** é essa? Qual é o seu problema?'. Eu sei que na semana passada ela tentou flertar comigo, e eu não retribuí o porque, sejamos honestos, tenho padrões que ela simplesmente não se encaixa. Então, ela sentiu um pouco de mágoa. O apelo sexual de Colby Covington não queria levá-la para um encontro, não queria flertar com ela e não tinha nenhum interesse, porque estou muito ocupado desperdiçando meu tempo com supermodelos do que uma feia peituda da Polônia", disparou o lutador, antes de novamente atacar a ex-campeã peso-palha (52 kg) por ela se achar superior aos outros.

"Ela quer vir e me odiar e me fazer parecer o bandido, mas todo mundo sabe que Joanna não é uma boa pessoa. Ela acredita em seu próprio 'hype', pensa que é melhor. Ninguém é melhor do que ninguém, eu não ligo para o seu título ou quanto dinheiro você tem. Isso não significa que você é melhor que ninguém", completou o lutador.

Ex-campeão interino da divisão até 77 kg, Colby Covington teve a oportunidade de conquistar o cinturão linear no dia 14 de dezembro de 2019, mas acabou sendo derrotado por Kamaru Usman por nocaute técnico no quinto round da luta principal do UFC 245, realizado em Las Vegas (EUA). O revés interrompeu uma sequência de sete triunfos do americano no Ultimate.

Esporte