PUBLICIDADE
Topo

Gilbert 'Durinho' confessa que pode encarar Donald Cerrone no UFC 249

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ) e Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

31/03/2020 11h38

Após nocautear Demian Maia, no UFC Brasília, no último dia 14, Gilbert 'Durinho' não pretende ficar muito tempo longe das atividades e está disposto a atuar já no próximo mês. O brasileiro está de olho em uma participação no UFC 249, que está programado para o dia 18 de abril, mas ainda sem local definido. Sempre com a postura de pedir adversários e aceitar lutas em cima da hora, o faixa-preta de jiu-jitsu já elegeu o americano Donald Cerrone como seu próximo alvo e, ao que tudo indica, as negociações estão se encaminhando para que o confronto realmente aconteça.

Em bate-papo durante uma live no canal do 'Youtube' da Ag. Fight (clique aqui ou veja abaixo), o atleta natural de Niterói (RJ) adiantou que está em tratativas para entrar no card do dia 18 e, por isso, mantém seus treinamentos normalmente. Depois de vencer Demian, 'Durinho' já tinha colocado alguns nomes que gostaria de encarar na mesa para o UFC. Mas, dentre as opções, o 'Cowboy' agora aparece como favorito para encará-lo.

"Está para rolar esse agora no dia 18 de abril. Então estou mantendo o treino. Consegui me mantendo aqui com essa academia na garagem, a preparação física também, mas sei que esse evento está para rolar. Já me coloquei à disposição, o UFC falou comigo e os oponentes que eles têm em mente são esses: o Michael Chiesa e o 'Cowboy' Cerrone. Soube que o Chiesa não está conseguindo treinar direito, então não está nessa. Tem que ser um cara ranqueado ou de nome assim como o Cerrone. Quero lutar e manter essa boa fase. Agora está mais para lutar com o Cerrone", disse o brasileiro, antes de adiantar que está em conversa com os dirigentes do Ultimate e que já tem a aprovação de Dana White parra lutar no UFC 249.

"Encho o saco do (seu empresário) Ali (Abdelaziz), pedindo novidade (risos). Estou treinando e sempre pedindo uma novidade (risos). Mandei (mensagem para o Dana White), mas até parei, porque estava enchendo o saco dele. Ele (Dana) me pediu calma e disse que eu ia lutar (no UFC 249). O Dana disse que eu ia lutar, mas vamos ver né?! Ele disse que o Khabib ia lutar também", completou.

Sem parar de treinar desde Brasília, 'Durinho' admitiu que parte dos seus treinos estão voltados para Cerrone, apesar da luta ainda não ter sido fechada. O lutador revelou que confia que o contrato para esse combate vai chegar assim que o Ultimate bater o martelo sobre o local do show. Dessa maneira, o brasileiro já apontou as principais qualidades do americano e o que espera desse confronto.

"Acho que (o estilo) bate bem, um cara de recordes, uma lenda. Em pé ele oferece perigo e eu também, também é um cara bom de chão. Vejo um lutão. Ele não vai correr da luta. Vou ter a vantagem na pegada de golpe e no chão. Mas ele tem um chute que nocauteou muita gente, joelho bem duro. Se não acabar com ele no início, cresce com a luta. Muita gente fala que ele está velho, mas é duro para caramba. Agora é estudar, ficar preparado, mas acho que até quarta, quinta-feira vai confirmar se vai ter essa luta. Essa semana vamos saber se rola ou não. Ele vai me dar uma visibilidade incrível e vai vir perigoso agora. Perdeu do Conor e vai querer provar o quão duro ele é. Estou amarradão para fazer essa luta", contou.

Com 51 lutas na carreira, Donald Cerrone só foi finalizado em uma delas, que aconteceu em 2010, no extinto WEC, para Ben Henderson. No Ultimate, após 34 aparições, esse fato não se repetiu e é algo que motiva ainda mais 'Durinho' para esse combate. O brasileiro não deixou de comentar uma admiração pelo possível rival e admitiu que, pelo estilo de ambos os lutadores, essa luta tem tudo para não chegar ao fim dos três rounds.

"Ia ser irado (se finalizasse o Cerrone). Contra o Demian acreditava que ia acabar com a luta, com nocaute ou finalização e acredito que vai ser a mesma coisa com o Cerrone. Ofereço muito perigo e quero aproveitar. Me motivei muito em copiá-lo, sempre estar preparado, fazer academia em casa. Me inspirei muito nele a pegar luta em cima da hora. Vai ser mais uma lenda na listinha", finalizou.

Esporte