PUBLICIDADE
Topo

De la Hoya desafia Mayweather para campanha de ajuda a vítimas do coronavírus

Ag. Fight

29/03/2020 06h00

Grandes pugilistas de suas gerações, Oscar de la Hoya e Floyd Mayweather mudaram a dinâmica do boxe ao fazer com que as divisões mais leves fossem capazes de premiar seus campeões tão bem como a categoria dos pesados fazia com seus principais representantes. Nesse processo, a rivalidade entre eles cresceu e se expandiu após suas aposentadorias, uma vez que cada um deles gerencia sua própria promotora de eventos - 'Golden Boy' e 'Mayweather Promotions', respectivamente. Mas, agora, um grande feito pode ser gerado através da falta de empatia entre eles.

De olho na expansão dos números de casos do coronavírus ao redor do mundo, Oscar de la Hoya desafiou Mayweather para participar de uma competição de flexões de braços. O intuito, claro, é usar da visibilidade deles para promover uma massiva doação de dinheiro para ajudar as vítimas da crise financeira gerada pelo COVID-19.

"Vamos desafiar nossos representantes, amigos, lideres de empresas, politicos, donos de times... OS hospitais precisam de equipamentos, máscaras, luvas... No lugar de desafiar pessoas para fazer flexões, vamos transformar cada flexão em um dólar. (...) Sei que o Floyd oou muito dinheiro para organizações. Floyd, vamos doar esse dinheiro que a gente não precisa, vamos fazer isso", convocou o 'Golden Boy' durante conversa com o 'TMZ Sports'.

Além deste desafio, o ex-pugilista também surpreendeu ao convidar Dana White, presidente do UFC e desafeto declarado, para juntar forças para qualquer possibilidade de união a favor daqueles que sofrem com a pandemia que maotu milhares de pessoas ao redor do planeta.

Esporte