PUBLICIDADE
Topo

Vídeo mostra Jon Jones aparentemente embriagado e abalado por prisão

Ag. Fight

27/03/2020 18h10

Se não fosse triste o bastante a constatação de que, com mais uma prisão, Jon Jones tem problemas que claramente não conseguiu resolver ainda, a divulgação do vídeo completo da situação tratou de deixar claro que até mesmo os grandes campeões do esporte podem ser frágeis como qualquer pessoa normal. Obtida pelo site 'MMA Junkie', a gravação - feita por uma câmera corporal acoplada ao uniforme de um dos policiais responsáveis pela detenção do lutador na última quinta-feira (26), no Novo Mexico (EUA) - mostra 'Bones' aparentemente embriagado e confuso, além de parecer estar em um estado mental sombrio.

O vídeo mostra um oficial da lei, identificado pelo relatório policial como Brian Johnson, se aproximando do veículo dirigido por Jones e o questionando se ele havia ingerido bebida alcoólica, ao que o lutador respondeu afirmativamente. Já fora do carro, o campeão meio-pesado (93 kg) do UFC é conduzido até a calçada, onde passa por alguns testes de sobriedade. Durante um exercício de andar em linha reta com um pé na frente do outro, 'Bones' precisou recomeçá-lo ao parecer confuso com as indicações do policial, e justificou alegando ter perda de memória de curto prazo e transtorno de déficit de atenção.

Questionado sobre os motivos que o faziam estar dirigindo pelas ruas enquanto existe uma ordem para permanecer em casa, em razão da pandemia do novo coronavírus, no estado do Novo Mexico, Jones alegou que estava enlouquecendo em casa e precisava sair para dirigir. De acordo com o lutador, ele estava conversando com três moradores de rua quando foi abordado pela polícia.

"Eu fiquei maluco (por ficar em casa trancado). Eu fui parado (pela polícia) apenas por ser legal, estava sendo legal com os moradores de rua. Eu literalmente fiquei maluco. Apenas queria dar uma dirigida. Essa é a primeira vez que eu dirijo em duas semanas. E eu vi alguns moradores de rua, eu estava sendo legal com eles, tendo uma conversa com eles, os tratando como seres humanos", declarou o campeão do UFC aos oficiais.

Após mais alguns testes conduzidos pelos policiais, Jones foi informado que estava sendo detido. Algemado e com a voz trêmula, como se estivesse emocionalmente abalado, o lutador fez um pedido ao oficial.

"Senhor, se não for muito, você poderia abaixar a janela?", pediu Jones, que foi liberado após o pagamento de fiança e terá que se apresentar à Justiça no próximo dia 8 de abril.

Este não é o primeiro problema de Jon Jones com a lei. Em 2012, o lutador bateu seu carro em um poste em Nova York (EUA) ao dirigir enquanto intoxicado. Já em 2015, 'Bones' foi destituído de seu cinturão do UFC após se envolver em um caso de fuga do local sem prestar socorro ao atropelar uma grávida, que, por conta do acidente, teve o braço fraturado. O americano evitou ser condenado à prisão, mas ficou 18 meses em liberdade condicional supervisionada.

No entanto, em março de 2016, ele ganhou novamente as manchetes ao discutir com um policial de Albuquerque depois de ser acusado de promover um 'racha'. Além disso, em setembro do ano passado, o atleta se envolveu em um imbróglio com uma garçonete de uma boate de strip que o acusava de agressão e assédio sexual.

Esporte