PUBLICIDADE
Topo

UFC libera nova temporada de 'Nascidos para o Combate' de forma gratuita

Capa do documentário "Nascidos para Lutar", do UFC - Divulgação
Capa do documentário "Nascidos para Lutar", do UFC Imagem: Divulgação

Ag. Fight

23/03/2020 14h17

Sem eventos. Sem conteúdo. Sem audiência. Sem retorno financeiro. Essas poderiam ser as consequências para o Ultimate após a adoção de medidas preventivas contra a pandemia global do coronavírus. Entretanto, a sacada da organização foi disponibilizar a quarta temporada da série 'Nascidos para o Combate' em sua plataforma gratuita, o UFC Docs. Anteriormente, esse material só poderia ser consumido no Canal Combate, cuja assinatura custa R$79,90 apenas via internet e R$89,90, incluindo os canais televisivos.

A nova temporada, lançada gratuitamente nessa sexta-feira (20), é dividida em quatro episódios e cada um decorre sobre a rotina, a carreira e a vida pessoal de um atleta de MMA. Os escolhidos foram os três brasileiros Pedro Rizzo, Thiago 'Marreta' e Paulo 'Borrachinha' e a americana Mackenzie Dern. Apesar de não ter nascido no país, a lutadora tem pai brasileiro, fala português fluentemente e tem um carinho especial pela nação.

"Queremos seguir oferecendo conteúdos de qualidade para os nossos fãs, principalmente em momentos como os que estamos vivendo", declarou o diretor de marketing do UFC para a América Latina, Daniel Mourão. "São conteúdos incríveis que nos ajudam a posicionar nossa marca, disponibilizados de uma vez só, em um único lugar e de forma gratuita".

Enquanto o carioca Rizzo acumulou nove vitórias no Ultimate de 1998 a 2003, os outros atletas da série seguem na organização. 'Marreta', que tem 13 vitórias no UFC, foi desafiante ao cinturão meio-pesado (93 kg), mas não foi capaz de tirá-lo do campeão Jon Jones.

Já 'Borrachinha' permanece invicto em sua carreira e é um forte candidato à próxima disputa pelo título dos médios (84 kg), atualmente com o nigeriano Israel Adesanya. Por fim, Dern está na liga desde 2018 e, desde então, reúne duas vitórias e uma derrota, quando perdeu para a brasileira Amanda Ribas por decisão unânime dos jurados.

UOL Esporte vê TV