PUBLICIDADE
Topo

MMA


'Spider' faz apelo sobre coronavírus: 'Obstáculo a ser superado'

Anderson Silva no UFC 234 - Jon Roberts/ Ag Fight
Anderson Silva no UFC 234 Imagem: Jon Roberts/ Ag Fight

Ag. Fight

23/03/2020 12h37

Ser fundamental para a história brasileira no Ultimate já é um peso que o ex-campeão Anderson Silva está acostumado a carregar, mas seu impacto não se limita aos octógonos. As tentativas de contenção da expansão do novo coronavírus foram responsáveis pelo cancelamento dos três próximos eventos do UFC, assim como pela implementação de quarentenas ao redor do mundo. Porém, o 'Spider' usou de sua influência e fez um apelo de conscientização acerca das medidas preventivas contra a pandemia global.

Ontem, o peso-médio (84 kg) preocupou-se em alertar seus seguidores, os brasileiros e os estrangeiros, sobre a importância dos cuidados contra o COVID-19 em sua conta do Instagram. De acordo com o último relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde), já há aproximadamente 292 mil pessoas infectadas no mundo e quase 13 mil óbitos por essa enfermidade. Apesnas no Brasil, pelo Ministério da Saúde, há 1546 casos e 25 mortos.

"Não pense nos momentos difíceis que estamos vivendo como fim do mundo e sim como mais um obstáculo a ser superado", escreveu 'Spider' em um 'story' na rede social. "Pois é nos momentos mais difíceis que se cresce. Ficar em casa é fundamental, meu povo. Tomar as precauções para evitarmos contaminação".

"Vamos nos conscientizar, procurar e seguir as normas de segurança para evitar a contaminação. Tenho certeza que vamos vencer este inimigo invisível. Desejo que Deus abençoe o mundo, cada um de vocês, meu povo, e que ele permitirá que o problema seja resolvido logo", pediu o atleta, dessa vez, em uma postagem tanto em português quanto inglês.

Deve-se destacar também que ditado 'faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço' não se aplica a Silva. Na última terça-feira, a 'Spider Fit', academia do atleta em São Paulo, declarou em suas redes sociais que fecharia as portas por tempo indeterminado para prevenir a contaminação do COVID-19.

"Quando conseguirmos superar este momento tão grave, não se detenham na lembrança dos momentos difíceis, mas na alegria de que juntos fomos capazes de enfrentar tudo isso unidos", ressaltou o lutador.

Apesar de não competir desde maio do último ano, Anderson, aos 44 anos, acumula 17 vitórias no UFC, desde quando estreou em 2006. O 'Spider' faturou o cinturão dos médios ainda no ano de sua estreia e conseguiu defendê-lo por dez vezes ao longo de quase sete anos. Só em 2013, o brasileiro perdeu o título para Chris Weidman. Na revanche, para tentar retomar seu posto, 'Spider' fraturou a perna no segundo round e marcou uma das lesões mais feias da história da organização.

MMA