PUBLICIDADE
Topo

MMA


Sem torcida, brasileiros não vencem na primeira parte do UFC Brasília

Bruno Silva chuta David Dvorak durante luta em Brasília - Buda Mendes/Zuffa LLC
Bruno Silva chuta David Dvorak durante luta em Brasília Imagem: Buda Mendes/Zuffa LLC

Carlos Antunes, em Brasília (DF)

Ag. Fight

14/03/2020 17h56

Parece que a falta de torcida não trouxe boa sorte para os brasileiros no UFC Brasília. A primeira parte do evento, que contou com os portões fechados devido a pandemia de coronavírus, teve quatro lutas, envolvendo três atletas locais e nenhum deles saiu com a vitória. Rani Yahya foi o único que não saiu derrotado e empatou seu confronto. Já Mayra 'Sheetara' e Bruno 'Bulldoguinho' foram superados, ambos por decisão dos jurados.

Rani e Barzola empatam em decisão majoritária

Sem perder muito tempo, Rani logo buscou usar sua especialidade e utilizar a luta agarrada. No entanto, Barzola mostrava que estava com a defesa em dia e frustrava as tentativas do brasileiro, que até chegava em alguma posição, mas encontrava a resistência do peruano. O panorama do segundo assalto foi o mesmo, com Yahya logo levando o confronto para o chão e trabalhando para finalizar. No entanto, o Barzola cresceu na parte final e desferiu um duro golpe no brasileiro, que sentiu.

Ciente de que estava em desvantagem no placar, Barzola foi para o tudo ou nada no último round. O peruano não temeu o chão do brasileiro e foi para a área onde o rival é especialista. Enrique trabalhou a parcial quase inteira por cima e soltando potentes golpes. Faltando dois minutos para o fim, Barzola buscou uma chave de pé, mas Yahya escapou. Os juízes analisaram os três rounds e a luta acabou empatada.

'Sheetara' perde invencibilidade na carreira

Ciente dos perigos de 'Sheetara', Maryna Moroz não quis dar muito espaço para a brasileira e imprimiu um ritmo mais rápido. A rival da atleta da Chute Boxe desferiu mais golpes e teve mais volume de jogo. No fim da parcial, a ucraniana levou a adversária para o solo e terminou por cima. No segundo round, Mayra tentou soltar mais seus golpes, com chutes baixos e cotoveladas. Porém, Moroz voltou a ser superior, já que a disputa foi para o solo e ela pode conectar diversas cotoveladas na brasileira.

No último assalto, 'Sheetara' pode mostrar mais sua potência nos golpes, principalmente com chutes fortes no corpo da Moroz. A ucraniana já se mostrava mais acuada, tentava uma queda, mas era frustrada. Mesmo demonstrando cansaço, a brasileira só andava para frente e abriu um ferimento no rosto de sua rival. Apesar do belo assalto, os jurados viram o triunfo de Maryna Moroz, pelo conjunto da luta, por decisão unânime.

Maryna Moroz agora tem cinco vitórias no Ultimate. Já Mayra 'Sheetara' perdeu sua invencibilidade na carreira após cinco apresentações.

mma - Buda Mendes/Zuffa LLC - Buda Mendes/Zuffa LLC
Maryna Moroz acerta Maya 'Sheetara'
Imagem: Buda Mendes/Zuffa LLC

'Bulldoguinho' é superado por pontos e segue sem vencer no UFC

Em sua estreia no peso-mosca (57 kg), Bruno 'Bulldoguinho' mostrou uma boa movimentação e golpes mais potentes que David Dvorak. O rival do brasileiro até iniciou a luta melhor, tentando ser mais agressivo. Mas na parte final do primeiro round, o atleta do Brasil acertou um belo chute, que desestabilizou seu oponente e foi mais contundente nos ataques. Após desvantagem no assalto inicial, Dvorak veio para o segundo round com outra tática e levou o confronto para o solo, onde foi superior, travou o brasileiro e também teve mais potência nos golpes.

O ritmo da disputa não caía de rendimento, com os dois lutadores trocando golpes com intensidade. 'Bulldoguinho' começou o último round levando a luta para baixo e pegou as costas, mas perdeu a posição. Depois disso, o combate ficou na parte de cima, com ambos não aliviando. O resultado ficou com os jurados que apontaram David Dvorak como vencedor de maneira unânime.

Com isso, Bruno 'Bulldoguinho' segue sem vencer no UFC após duas lutas. Já David Dvorak fez sua estreia com o pé direito e mantém uma sequência de 14 lutas sem perder.

Malecki segura ímpeto de Veronica e segue invicta na carreira

Na primeira luta da história do Ultimate sem público, Veronica Macedo começou melhor no duelo contra Bea Malecki. Com uma maior movimentação, agressiva e conectando bons golpes, a venezuelana levou saiu em vantagem após o primeiro round. Na segunda parcial, a europeia tentou imprimir um bom ritmo, explorando sua maior envergadura e balançou sua adversária. Ambas as lutadoras demonstraram cansaço.

No último assalto, a sul-americana já não tinha mais forças para seguir na sua estratégia e foi seguindo na luta na base da raça. Dessa maneira Malecki partiu para o ataque, mas fugindo do jogo de solo da rival. Faltando menos de um minuto para o fim, Veronica foi para cima e desferiu bons golpes, pressionando sua oponente na grade. A decisão desta luta ficou com os jurados, que deram o triunfo para Malecki, por decisão unânime.

Com esse resultado, Bea Malecki mantém sua invencibilidade na carreira após quatro combates. Já Veronica Macedo tem quatro derrotas nas suas últimas cinco lutas, todas pelo Ultimate.

Confira os resultados até o momento:

  • Peso-galo: Rani Yahya e Enrique Barzola empatam por decisão majoritária;
  • Peso-mosca: Maryna Moroz venceu Mayra 'Sheetara' por decisão unânime dos jurados;
  • Peso-mosca: David Dvorak venceu Bruno 'Bulldoguinho' por decisão unânime dos jurados;
  • Peso-galo: Bea Malecki venceu Veronica Macedo por decisão unânime dos jurados.

MMA