PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Após sofrer com hematomas na cabeça, Joanna passará por cirurgia plástica

Joanna Jedrzejczyk fica com rosto inchado após a derrota no UFC 248 - Harry How/AFP
Joanna Jedrzejczyk fica com rosto inchado após a derrota no UFC 248 Imagem: Harry How/AFP

Ag. Fight

12/03/2020 15h26

Após guerrear contra Zhang Weili durante cinco rounds no co-main event do UFC 248, Joanna Jedrzejczyk terminou o combate com um significativo inchaço em sua testa, que desfigurou seu rosto e preocupou a todos. Porém, de acordo com a polonesa - que acabou derrotada pela chinesa na decisão dividida dos juízes, perdendo assim a chance de reconquistar o cinturão peso-palha (52 kg) do Ultimate -, o hematoma tem diminuído de forma gradativa e sua reabilitação segue dentro do esperado.

Ainda que apresente uma considerável melhora, Joanna revelou ao site 'TMZ Sports' que pretende retornar à Polônia, seu país natal, onde deve se submeter a uma cirurgia plástica para alcançar melhores resultados. Apesar da imagem chocante do inchaço em sua testa, além de alguns outros hematomas visíveis em seu rosto ao final da disputa, a lutadora - que foi encaminhada, logo após o combate, ao hospital a fim de passar por exames médicos - não sofreu nenhuma lesão significativa e já mira uma revanche contra sua algoz chinesa.

"Todo o meu rosto está machucado, mas não existe mais inchaço na minha cabeça. Está mais no meu rosto, e, tipo, no meu pescoço. Está descendo, mas está muito melhor. Eu marquei uma cirurgia na Polônia com o melhor cirurgião plástico, então está tudo bem. Na segunda-feira, eu vou passar por um pequeno procedimento médico na minha orelha e o inchaço vai diminuir, e eu vou estar pronta para dar um show", contou Joanna, antes de pedir pela revanche contra a atual campeã peso-palha do UFC.

"Eu quero lutar com a melhor, se esse é o próximo passo, sim... claro, por que não? Vamos dar um show novamente. Vamos dançar de novo, lutar pelo cinturão", concluiu a polonesa.

Ex-campeã peso-palha do UFC, Joanna Jedrzejczyk reinou soberana na categoria entre março de 2015 e novembro de 2017, até ser superada por Rose Namajunas e perder o cinturão. Desde então, a polonesa - que soma 16 vitórias e quatro reveses em seu cartel - falhou em todas as três tentativas de conquistar novamente um título do Ultimate, duas vezes pela categoria até 52 kg e uma no peso-mosca (57 kg).

MMA