PUBLICIDADE
Topo

Em podcast com Mike Tyson, Holyfield revela que quase desistiu do boxe

Mike Tyson recebeu Evander Holyfield para seu podcast - Reprodução/Instagram/miketyson
Mike Tyson recebeu Evander Holyfield para seu podcast Imagem: Reprodução/Instagram/miketyson

Ag. Fight

17/02/2020 12h40

Toda história de sucesso tem um começo, e a laureada carreira de Evander Holyfield, quatro vezes campeão mundial peso-pesado, não fugiu ao padrão. Ao podcast 'Hotboxin' with Mike Tyson', a lenda do boxe contou ao seu eterno rival sobre seu começo na nobre arte, e revelou que por pouco não desistiu do esporte que viria a lhe consagrar anos depois.

Ainda muito jovem, Holyfield - que iniciou sua trajetória no boxe aos oito anos, através do técnico Carter Morgan - se acostumou a superar seus adversários com extrema facilidade. Caçula de nove filhos, o americano admite que viu em seu sucesso repentino na nobre arte a oportunidade de fazer sua mãe se orgulhar dele. Entretanto, como em qualquer área da vida, obstáculos apareceram na carreira do lutador.

O primeiro deles, e que quase o fez desistir do esporte, atendia pelo nome de Cecil Collins, um rival que a princípio não intimidava Evander, mas que se tornou seu primeiro algoz no boxe. Após sofrer sua primeira derrota para Collins, Holyfield, aos prantos, deixou o ringue ameaçando nunca mais voltar para treinar. Ao chegar em casa, no entanto, sua mãe o alertou que não havia criado um desistente e o obrigou a retornar no dia seguinte aos treinos. O ex-campeão ainda perderia novamente para o mesmo oponente, mas, ciente da postura firme de sua progenitora em casa, nunca mais cogitou abandonar a nobre arte.

"Quando eu cheguei em casa e entreguei o troféu (da primeira vitória) para minha mãe, e ela colocou aquele sorriso no rosto... Ela colocou o troféu na prateleira e todo mundo que chegava na casa perguntava para ela quem era o boxeador. E ela sorria e apontava: 'Aquele pequeno ali'. E foi assim que começou. Eu ganhei outro troféu, e depois outro e outro. Minha mãe gostava de troféus. Então, eu finalmente senti que era parte da família porque eu podia fazer algo muito bem", contou Evander, antes de revelar que quase desistiu do boxe após sua primeira derrota.

"Na minha primeira derrota, eu tinha que lutar com esse garoto. Meu irmão tinha me dito que garotos brancos não sabiam lutar, e eu achei que ele estava falando a verdade porque todos os garotos brancos que eu tinha lutado tinham (perdido e) dito: 'Oh, Deus'. (...) Quando o sino tocou, eu o atingi no nariz e ele me bateu de volta. O tempo todo nós trocamos socos. (...) Quando acabou o terceiro round, o senhor Morgan disse: 'Você tem que voltar para saber quem ganhou'. E eles disseram: 'O vencedor é: Cecil Collins'. E tudo ficou em silêncio, eu comecei a chorar, disse ao senhor Morgan que não gostava mais dele e falei: 'Eu desisto'. Desisti do boxe, fui para casa e contei para minha mãe. E minha mãe disse que não tinha criado um desistente. Eu perguntei o que isso significava, e ela disse: 'Você vai voltar, eu não ligo quantas vezes você vai perder, você vai voltar, você não vai desistir'. Então, na segunda-feira, eu voltei e o senhor Morgan perguntou: 'O que você está fazendo aqui?'. E eu disse: 'Eu voltei porque minha mãe me mandou voltar'. Ele me olhou e disse: 'Eu não te falei que você tinha uma boa mãe?'", concluiu a lenda da nobre arte.

Como amador, Evander Holyfield conquistou a medalha de bronze nas Olimpíadas de Los Angeles, em 1984. Já como profissional, o americano foi campeão mundial em duas categorias de peso e acumulou 44 vitórias, dez derrotas, dois empates e um 'no contest' (luta sem resultado). Contra Mike Tyson, com quem mantém uma relação cordial atualmente, o peso-pesado cultivou uma intensa rivalidade, que culminou em dois triunfos, sendo o último deles, em junho de 1997, após o rival morder sua orelha e ser desqualificado do combate.

Esporte