PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Peso-pesado do UFC revela batalha contra condição médica de "vida ou morte"

Derrick Lewis não deu detalhes sobre a condição médica que o atormenta, mas afirmou que sintomas surgiram durante luta no sábado - Harry How/Getty Images/AFP
Derrick Lewis não deu detalhes sobre a condição médica que o atormenta, mas afirmou que sintomas surgiram durante luta no sábado Imagem: Harry How/Getty Images/AFP

Ag. Fight

11/02/2020 12h29

No último sábado (8), Derrick Lewis derrotou Ilir Latifi na decisão unânime dos juízes após três rounds parelhos na primeira luta do card principal do UFC 247, realizado em Houston (EUA). Porém, esta pode não ter sido a única batalha que o lutador teve que superar. Em entrevista à emissora americana ESPN, o peso-pesado revelou que tem lidado com um sério problema de saúde há um ano, e que o mesmo afeta seus treinamentos e performances no octógono.

Apesar de não entrar em muitos detalhes sobre a condição médica que o atormenta, Lewis ressaltou que não se trata de uma simples lesão, mas de um problema de saúde que pode levá-lo à morte. De acordo com o peso-pesado, seu médico pessoal havia sugerido que ele não entrasse no octógono no último sábado, mas, após consultar-se com os especialistas do UFC, ele acabou liberado para lutar normalmente.

"Meu técnico quer que eu investigue algo que apareceu nos meus exames e coisas do tipo que têm prejudicado meus treinamentos. Eu realmente devo manter isso por baixo. Preciso checar isso. Os médicos do UFC sabem o que é, e os médicos de Houston também sabem. É apenas algo que tem ocorrido e que eu preciso tratar. Sim, é uma situação séria tipo de vida ou morte. Estou falando sério. É algo que acontece com muitos atletas, não importa se você está saudável ou não. É algo que poderia acontecer com você no cair de um chapéu. É tudo que eu posso dizer", explicou Derrick, antes de completar.

"O médico me disse que ele acha que eu não deveria ter aceitado essa última luta. Isso é o que ele disse. Eles disseram que com uma situação assim, ele não acha que eu deveria lutar. Então, eu fui atrás de uma segunda opinião dos médicos do UFC, e eles viram e checaram tudo, e disseram que isso não seria um problema", revelou o lutador americano.

Apesar de ter sido liberado pelos médicos do UFC, o peso-pesado não passou ileso pelo combate diante de Ilir Latifi no último sábado. De acordo com ele, sintomas de sua misteriosa condição médica surgiram durante o primeiro assalto da peleja, mas ele foi capaz de superá-los e sair vencedor ao final do tempo regulamentar estipulado. Ainda que suas declarações assustem, tendo em vista o perigo de morte revelado pelo próprio, Lewis aparentemente está tranquilo e confiante de que tudo será resolvido, já que convive com o problema há algum tempo.

"No primeiro round, aconteceu, e depois eu fiquei tipo: 'OK, eu vou apenas não pensar sobre isso'. A situação que está acontecendo. Tem acontecido por mais de um ano e eu finalmente fui ao médico e verifiquei o que era há um mês", contou Derrick, antes de responder se está preocupado com a situação.

"Não, eu não estou preocupado. Provavelmente na próxima semana eu vou ao médico. Talvez nessa semana, então vamos ver", concluiu o lutador.

No UFC desde 2014, Derrick Lewis tem se mantido bastante ativo durante toda sua trajetória na organização. Ao todo já são 14 triunfos e cinco reveses desde sua estreia na liga. Atualmente o peso-pesado ocupa a quinta colocação no ranking da categoria.

MMA