PUBLICIDADE
Topo

MMA


Marreta quer volta ao UFC até julho e mira rivais do top 5 dos meio-pesados

O lutador Thiago Marreta - Reprodução
O lutador Thiago Marreta Imagem: Reprodução

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

03/02/2020 06h00

Sem lutar desde julho de 2019, quando foi superado por Jon Jones, pelo cinturão dos meio-pesados (93 kg) do UFC, Thiago 'Marreta' segue em plena recuperação da cirurgia nos dois joelhos, consequência da luta contra o americano. Já na última parte do processo, o brasileiro admitiu ter cautela para falar em uma possível data para retorno, mas trabalha com a possibilidade de estar em ação no meio do ano e já mira adversários.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o brasileiro adiantou que tem em mente estar de volta ao octógono a partir de junho ou julho, praticamente na mesma data que lutou pela última vez. Ciente que dificilmente já vai voltar lutando pelo cinturão, apesar de ter sido o lutador que chegou mais perto de bater Jones, 'Marreta'espera encarar um adversário que esteja em boa fase na categoria e da parte de cima do ranking.

"Ainda é cedo para falar de uma volta e contra quem eu vou lutar. Até eu retornar muita coisa vai acontecer. Meu objetivo é voltar e ver o que o UFC tem para me oferecer. Acho que não vão me dar uma disputa de cinturão logo de cara, então espero enfrentar um top 5, alguém que venha de um bom momento, que eu ainda não venci, e que uma vitória me credencie para lutar pelo título novamente", disse o brasileiro de 36 anos

Mas antes de falar de luta, o peso-meio-pesado contou como está seu período de treinos e admitiu que ainda não está liberado 100% para fazer todas as atividades de um treino de MMA. No entanto, admitiu que está feliz com sua recuperação e viu esse período fora do MMA de maneira positiva, pois pode dar atenção a sua vida pessoal.

"Estou mais treinando boxe, mas ainda não posso chutar forte, nem nada. Treino alguma posição de jiu-jitsu, wrestling, mas bem leve. Mas sparring mesmo acho que dentro de um mês. Claro que estou ansioso para voltar logo, quero muito treinar, lutar, mas encaro isso de uma forma natural. Agora tive tempo para ver outras coisas da minha vida, questões que não tinha tempo quando estava lutando, mas está tudo tranquilo. Vim passar um tempo com minha família no Rio e depois já volto para os Estados Unidos", explicou.

Este sábado (8) vai marcar o retorno de Jon Jones. O americano vai para mais uma defesa de cinturão, dessa vez diante do compatriota Dominck Reyes. Questionado sobre essa disputa, o brasileiro deu seu palpite de como vai terminar este confronto e apostou no seu último algoz.

"Acho que o Jon Jones vai manter esse cinturão. O Dominick Reyes é um excelente atleta, está em boa fase, mas acredito que o Jones consiga finalizar essa luta antes dos cinco rounds", completou o brasileiro, que é atualmente o número um do ranking da divisão.

MMA