PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Edwards revela qual seria o cenário perfeito para conquistar o título dos meio-médios

Ag. Fight

29/01/2020 11h26

No dia 21 de março, Leon Edwards pode se aproximar de vez de uma chance de disputar o cinturão do peso-meio-médio (77 kg) do UFC. O inglês faz a luta principal do evento marcado para Londres (ING), diante do ex-campeão da categoria Tyron Woodley. Entretanto, mesmo antes desse compromisso, o lutador já vislumbra seus possíveis adversários pelo título.

Atualmente Kamaru Usman detém o cinturão da divisão e existe uma expectativa dele defender sua coroa diante de Jorge Masvidal, que está embalado com três triunfos seguidos e em alta na organização. E justamente esses dois atletas têm questões pessoais com Edwards. Por isso, o atleta, em entrevista ao site 'MMA Junkie', destaca que não vê a hora de poder resolver essas pendências por um objetivo maior.

"Acho que essa luta contra o Masvidal é provavelmente a maior, por causa do que aconteceu entre nós nos bastidores, com toda a história que temos e toda essa inimizade que temos", disse, porém ressaltando que um duelo contra Usman seria interessante por uma questão de devolver sua última derrota, que aconteceu em 2015, por decisão dos jurados.

"Gostaria que Usman mantivesse o cinturão porque ele foi a última pessoa a me vencer. Gostaria de ir lá, me vingar  e conquistar o título mundial ao mesmo tempo. Isso seria um conto de fadas", completou o inglês que acumula oito triunfos consecutivos.

Mas para poder sonhar com uma luta pelo título, o inglês primeiro precisa passar por Woodley. Porém, Edwards tem plena confiança que vai passar pelo americano com uma atuação que não deixará dúvidas sobre quem deve ser o próximo desafiante ao cinturão.

"Serei campeão, não importa como. Estou focado em fazer uma apresentação impressionante contra o Tyron Woodley em Londres, e o impedindo de lutar pelo título", finalizou.

Embalado por oito vitórias seguidas na organização, Edwards luta em casa para que, com o apoio da torcida, saia vencedor diante de Woodley e finalmente se credencie por uma disputa de cinturão. Já Tyron tenta se recuperar do revés sofrido para Kamaru Usman em março deste ano - na ocasião, o nigeriano tomou o título mundial do americano, que visa uma revanche.

Esporte