PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Com só mais uma luta no contrato com UFC, Edgar reitera desejo de atuar no peso-galo

Ag. Fight

29/01/2020 10h38

No fim de dezembro de 2019, Frankie Edgar deixou de lado o desejo de descer para a categoria peso-galo (61 kg) e voltou ao peso-pena (66 kg) para encarar Chan Sung Jung. No entanto, o americano acabou nocauteado no primeiro round. Mais de um mês deste confronto, o lutador voltou a afirmar que seu próximo compromisso será na categoria até 61 kg e admitiu que pode ser sua última luta dentro do octógono.

Em entrevista ao 'JRE MMA Show', o ex-campeão peso-leve (70 kg) da organização admitiu que esse combate contra o 'Zumbi Coreano' foi somente uma oportunidade, mas não deixou de lado seu desejo de lutar em uma terceira divisão de peso do Ultimate. De acordo com ele, até junho ele deve estar em ação novamente, já na nova categoria.

"Vou descer para o peso-galo. Provavelmente estou pesando como um peso-leve agora. Na minha última luta, eu estava chegando a 66 kg. Desci para 65,5 kg. Isso é apenas 3,8 kg acima de onde eu devo estar para fazer uma luta no peso-galo. Foi um corte tão fácil. Acho que no final da primavera ou no começo do verão (voltarei) ao peso-galo", disse.

No entanto, apesar de destacar o desejo de uma nova corrida até o cinturão dos galos, Edgar adiantou que essa vontade pode ser impedida. Isso porquê ele tem somente mais uma luta em seu contrato com o UFC. Apesar de ressaltar sua história de sucesso na franquia, o americano afirmou que espera ser reconhecido financeiramente.

"Vai completar 13 anos que estou no UFC em fevereiro. Dinheiro fala mais alto. Mas quero dizer, honestamente, onde eu gostaria de terminar minha carreira? Quero terminá-la no UFC. Entrei no UFC com seis vitórias e nenhuma derrota. Eu praticamente cresci aqui. Seria bom terminar aqui, mas tudo tem que fazer sentido", completou o americano.

Aos 38 anos, o ex-campeão peso-leve do Ultimate venceu apenas um de seus últimos quatro compromissos na organização. Seu único triunfo nesse tempo foi sobre Cub Swanson, em abril de 2018, por decisão unânime dos jurados.

Esporte