PUBLICIDADE
Topo

MMA


Rival critica performance de Holly Holm no UFC 246: "Ela não queria lutar"

Holly Holm enfrenta Raquel Pennington no UFC 246 - Steve Marcus/Getty Images
Holly Holm enfrenta Raquel Pennington no UFC 246 Imagem: Steve Marcus/Getty Images

Ag. Fight

21/01/2020 15h37

Se houve um ponto abaixo do esperado no UFC 246 esse foi certamente a co-luta principal do evento, protagonizada por Holly Holm e Raquel Pennignton. Um duelo em que os fãs aguardavam emoção e, sobretudo, troca de golpes em pé, acabou se tornando um combate 'morno', monótono e truncado, que gerou vaias dos torcedores presentes na 'T-Mobile Arena', em Las Vegas (EUA), no último sábado (18). E quem faz parte da lista de insatisfeitos é justamente 'Rocky', que criticou a postura da ex-campeã peso-galo (61 kg) do Ultimate durante o confronto.

Através de suas redes sociais, Raquel deixou clara sua insatisfação com a forma que a luta transcorreu, e a atleta da 'Altitude MMA' culpa Holm por isso. De acordo com Pennington, a estratégia adotada por 'The Preacher's Daughter' funcionou como uma espécie de 'antijogo', que irritou não somente ela, mas também os fãs presentes na arena. Ao buscar sempre o 'clinch' e a luta agarrada, Holly deixou sua especialidade de lado - o boxe, onde a americana foi multicampeã.

"Bem, não foi a luta que eu queria após esperar cinco anos. Queria uma luta diferente, não abraços o tempo todo, mas esse era o seu plano de luta. Apesar disso, agradeço ao meu time, treinadores, noiva, família, amigos e fãs verdadeiros", desabafou Raquel em sua conta no 'Instagram', antes de entrar em detalhes para um site especializado.

"Muitas pessoas não se dão conta que quando alguém está dando tudo de si para te segurar é duro sair das grades. Estou irritada e frustrada. Essa era a luta que estive esperando por cinco anos e essa garota amarrou e me abraçou o tempo todo. Ela não queria lutar comigo", completou 'Rocky' ao site 'The Gazette'.

Durante a coletiva de imprensa realizada após o evento, Dana White também mostrou sua insatisfação com o duelo sem grandes emoções. O presidente do UFC criticou a performance do árbitro responsável para luta que, segundo o mandante da liga, deveria ter interrompido o confronto mais vezes, para que as duas atletas pudessem voltar para a trocação.

MMA