PUBLICIDADE
Topo

MMA


UFC se empolga com McGregor e quer luta contra algoz 'odiado' por irlandês

Conor McGregor venceu por nocaute técnico em 40 segundos - Getty Images
Conor McGregor venceu por nocaute técnico em 40 segundos Imagem: Getty Images

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

19/01/2020 07h32

Dana White costuma não falar sobre casamento de lutas logo após o final de um evento. No entanto, o retorno de Conor McGregor pareceu mexer com os ânimos do presidente do show, tanto que ele não se furtou de revelar importantes planos para o UFC em 2020 nesta madrugada. Ele venceu Donald Cerrone por nocaute técnico, em apenas 40 segundos.

Visivelmente feliz com os resultados obtidos com o card de número 246, realizado em Las Vegas (EUA), o cartola afirmou que Conor quer o cinturão dos pesos-leves (70 kg) de volta. Como bônus, o irlandês carrega verdadeiro ódio por Khabib Nurmagomedov, atual campeão do show e responsável pela última derrota do The Notorious.

"Toda vez tem alguém que casa bem para lutar com o Conor. Todo mundo quer lutar com o Conor pelos últimos anos. Se olharmos o que faz sentido... o Conor está falando em ir para a luta contra o Khabib - eles têm coisas pessoais e está maluco por essa revanche porque ele sabe que nã0 estava bem na primeira luta", afirmou o presidente do show, se referindo a lesão sofrida pelo irlandês em 2018.

No entanto, embora "ele odeie Conor", o russo ainda tem que enfrentar Tony Ferguson em abril, o que deixa a possível revanche em aberto e coloca uma interrogação para o futuro do irlandês, uma vez que, caso Khabib não tenha o cinturão, ele terá que fazer uma decisiva escolha.

"Se olharmos pelo Khabib, ele tem 28 lutas, é invicto estamos falando do legado dele. Se ele eh 28-0 nesse esporte, ele é duro. Depois dessa noite e sobre como o Khabib ficou famoso depois da primeira luta... estamos olhando para Ali vs Foreman, Ali vs Fraizer, é uma luta massiva com apelo global, é a luta que faz sentido pelo cinturão peso-leve", enalteceu.

Além disso, Dana revelou durante a coletiva de imprensa após o UFC 246 que "a luta a ser feita" é, sem dúvida, Kamaru Usman e Jorge Masvidal, desafetos que também flertavam com a possibilidade de dividir o cage - a alguns milhões - com Conor que, por sinal, finalmente recebeu o aval do patrão para competir entre os meio-médios. "Ele pareceu incrível esta noite".

"Se Conor e Masvidal lutasssem, nem precisaria de titulo. Sei que o Conor quer o BFM, mas não precisaria. então... A luta a se fazer é com Khabib. Se ele bate o Conor, vence o Ferguson e passa pelo Conor de novo, quando ele se aposentar com trinta e alguma coisa invicto, ele será o melhor.

MMA