PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Benavidez prevê superioridade diante de Deiveson e planeja revanche com Cejudo

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

17/01/2020 11h00

No dia 29 de fevereiro, no UFC Norfolk, o cinturão vago dos pesos-moscas (57 kg) será colocado em jogo entre Joseph Benavidez e Deiveson Figueiredo. Presente durante o 'media day' do UFC 246 realizado nessa quinta-feira (16), em Las Vegas (EUA), o americano pregou respeito pelo 'Deus da Guerra', mas não deixou de esbanjar confiança em um triunfo e na conquista do título - que pertencia a Henry Cejudo, que abriu mão do posto no fim de 2018.

Durante conversa com a imprensa, que contou com a presença da Ag Fight, Benavidez destacou os pontos positivos de Figueiredo, como sua agressividade. No entanto, apesar de admitir que o brasileiro é um atleta interessante de se assistir, o peso-mosca americano opinou que se sente superior ao rival em todas as áreas do jogo.

"Vejo como uma luta empolgante, tudo que se pode fazer é treinar, não tem como prever nada da luta antes dela acontecer. Obviamente você tem planos, coisas que você quer executar na luta, sei que vai ser uma luta dura contra um oponente duro. Mil coisas podem acontecer, mas me vejo vencendo e saindo com o título", apostou o americano, antes de destrinchar o estilo de seu rival.

"Sou um fã da categoria, então quando eu vi o Figueiredo pela primeira vez, eu gostei do que vi, porque ele representava os pesos-moscas bem. Sendo poderoso, assustador, um cara que intimida e trazendo lutas que empolgam. Como lutador, gosto do estilo dele, é agressivo e divertido de assistir. Mas como competidor, já vi alguns pontos que por conta do estilo dele eu possa me beneficiar em cima. Você não chega para disputar o cinturão do UFC tendo fraquezas. Obviamente há certas coisas que sei que sou melhor que ele. Na verdade, (sou melhor) em todas as áreas", completou Benavidez.

Em caso de vitória, o veterano não descarta uma eventual primeira defesa de título contra um velho conhecido: Henry Cejudo. Apesar de ter recentemente abandonado a divisão dos moscas e focado apenas nos pesos-galos (61 kg), Joseph afirmou que existe um cenário em que o caminho dos dois poderia se cruzar novamente - na primeira oportunidade, em dezembro de 2016, vitória por decisão dividida de Benavidez.

"Ele é o campeão dos pesos-galos, mas a coisa é que na divisão dos moscas, eu já venci ele. Não é como se ele fosse um cara com quem não lutei ainda e tivesse deixado a categoria. Eu venci, e ficou à escolha dele vingar a derrota ou não, e ele não quis. A única forma que vejo isso (luta com Cejudo) acontecendo, e é bem possível, quando ele perder o cinturão peso-galo, obviamente, se ele estiver sem cinturões ele pode voltar (aos moscas) e ser a minha primeira defesa de título, ou algo parecido. Pode acontecer", destacou o atleta de 35 anos da 'Team Alpha Male'.

Em sua trajetória como profissional de MMA, Benavidez soma 28 vitórias e cinco derrotas. Já Deiveson conta com um cartel de 17 triunfos e apenas um revés - contra Jussier Formiga, seu compatriota, em março de 2019.

Esporte