PUBLICIDADE
Topo

MMA


Michael Bisping detona cultura de 'superlutas' no UFC: "Saco cheio"

Michael Bisping celebra após nocautear Luke Rockhold e conquistar cinturão do UFC - Hans Gutknecht/Los Angeles Daily News via AP
Michael Bisping celebra após nocautear Luke Rockhold e conquistar cinturão do UFC Imagem: Hans Gutknecht/Los Angeles Daily News via AP

Ag. Fight

10/01/2020 09h00

As chamadas 'superlutas' são a forma mais prática de juntar dois astros e possíveis campeões para disputarem um combate entre si. Obviamente, esse tipo de confronto virou uma tendência no Ultimate nos últimos anos, já que atrai a atenção dos fãs de MMA, uma vez que une duas grandes estrelas do esporte no mesmo octógono. No entanto, nem todos concordam com essa política de casamentos de lutas, e Michael Bisping, ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC, é um deles.

Durante o podcast 'Believe You Me', o veterano inglês detonou o modelo de escalar dois campeões entre si. A principal justificativa para defender seu ponto de vista é que este tipo de luta, consequentemente consagra um atleta bicampeão. E, ao menos dentro do Ultimate, poucos lutadores conseguiram a proeza de se manterem ativos com os dois cinturões em posse.

"Estou de saco cheio desse papo de superlutas, para ser sincero. Quero ver os campeões defendendo seus cinturões. Isso de ficar pulando (de categoria em categoria) .... Nos últimos anos, virou palhaçada", desabafou Bisping, antes de analisar com mais detalhes esta situação.

"No futuro, sinto que o UFC não será mais tão rápido para fazer essas superlotas. Porque apesar de capturarem a atenção do público, faz com que eles tenham que destituir o (cinturão peso-mosca) do Henry Cejudo, por exemplo. Vai ser Joseph Benavidez encarando o (Deiveson) Figueiredo pelo título vago dos moscas. É isso que eles (do UFC) têm que fazer. A única bicampeã real que restou é a Amanda Nunes, e até mesmo ela está tendo problemas para encontrar desafios nos pesos-penas. Acho que ela só não foi destituída ainda porque não tem ninguém à altura para ocupar o posto", completou o ex-lutador do Ultimate.

Mesmo atualmente, algumas superlutas são ventiladas para saírem do papel em breve. Jon Jones, campeão meio-pesado (93 kg), vs Israel Adesanya, detentor do cinturão dos pesos-médios, talvez seja a mais aguardada delas, já que os astros trocam farpas pela internet constantemente.

MMA