PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Marlon Moraes critica postura de Aldo: "Não tenho respeito por esse cara"

14.dez.2019 - Marlon Moraes golpeia José Aldo durante luta do UFC 245, em Las Vegas - Stephen R. Sylvanie/USA TODAY Sports
14.dez.2019 - Marlon Moraes golpeia José Aldo durante luta do UFC 245, em Las Vegas Imagem: Stephen R. Sylvanie/USA TODAY Sports

Ag. Fight

10/01/2020 14h47

O clima entre Marlon Moraes e José Aldo azedou. A relação cordial e de respeito mútuo demonstrada antes e até mesmo logo após o combate entre eles - realizado no dia 14 de dezembro, no UFC 245, em Las Vegas (EUA) - parece ter acabado. Em entrevista ao site 'MMA Fighting', Marlon criticou duramente o comportamento do rival, que, segundo ele, teve uma mudança de postura que o desagradou.

O confronto, vencido por Moraes na decisão dividida dos juízes, marcava a estreia de Aldo, ex-campeão peso-pena (66 kg) do Ultimate, no peso-galo (61 kg). O resultado da equilibrada luta, como se viu nas papeletas dos jurados, dividiu opiniões. Ainda no octógono, o 'Campeão do Povo' esboçou uma reclamação, mas acabou cumprimentando o adversário, no que, de acordo com Marlon, demonstrava resignação com a derrota. Entretanto, o manauara passou a questionar publicamente o resultado, e teve o apoio de Henry Cejudo - atual campeão da divisão -, que revelou ter interesse em uma disputa de título contra ele, fato que irritou 'Magic'.

"No momento, eu não tenho respeito por esse cara (Aldo). Zero respeito, nem por ele, nem por seu time, por como eles estão agindo. Na luta, Aldo pegou o microfone, ele disse que queria me parabenizar, sem drama. Mas ele foi para casa e vê o que Henry (Cejudo) disse, e ele muda literalmente do zero para o 100. Do azul para o vermelho. Tipo: 'Eu venci a luta, Marlon estava com medo, eu vi em seu rosto'", declarou Marlon Moraes, antes de completar.

"Eu não estava com medo. Tenho 30 lutas. Tenho lutado todo dia, não vou estar assustado. Claro, estava lutando com o Aldo, fiquei um pouco nervoso. Todo mundo fica um pouco nervoso, mas quando você entra lá, é apenas outro corpo. Ele age como se tivesse aceitado (a derrota), ele falou comigo lá dentro (do octógono), e vai para casa e dá uma entrevista e fala toda essa m***. F***-se esse cara", desabafou o peso-galo, que garantiu que assistiu novamente o duelo contra Aldo e segue convicto de sua vitória.

Desde então, o interesse mútuo de Aldo e Cejudo em agendar uma disputa de cinturão entre eles ficou evidente, com ambos se provocando pelas redes sociais para atrair a atenção para o possível encontro. O próprio presidente do UFC, Dana White, já demonstrou interesse no casamento entre as duas estrelas de sua companhia. Para Marlon, apesar do histórico do compatriota como ex-campeão dos penas, o manauara - que vem de duas derrotas consecutivas - não merece o title shot, opinião compartilhada por outros lutadores da categoria como: Petr Yan e Aljamain Sterling.

"Henry (Cejudo), ele quer lutar com Aldo. Ele não quer lutar comigo, ele não quer enfrentar os outros concorrentes. Ele sabe que Aldo é um grande atrativo (financeiro). Foi campeão até 66 kg, e lutar contra ele no momento vale mais. É uma luta mais fácil, com um retorno maior. Você e todo mundo no jogo sabe do que eu estou falando", explicou Marlon, antes de completar.

"Petr Yan, Sandhagen, Sterling, eles estão em uma boa sequência. Eles têm vitórias, eles merecem. Aldo não merece (o title shot). É uma jogada de v*** o que ele está fazendo. 'Oh, eu quero lutar com você (Cejudo), quero te vencer', você acabou de perder. Como você está pedindo algo? Como você quer o title shot? Existem caras na sua frente. Você não venceu ninguém. Acabou de perder duas lutas seguidas. Descanse, pegue outra luta, mostre para todo mundo que você merece. Finalize alguém e aí você pode pedir algo", criticou Moraes.

Marlon teve a chance de conquistar o cinturão peso-galo do UFC em junho de 2019, mas acabou derrotado por Henry Cejudo. O brasileiro - atual número um do ranking da divisão - possui 23 vitórias, seis derrotas e um empate em sua carreira no MMA profissional.

MMA