Topo

MMA


Lipski detalha mudança de rival e justifica acordo: "Preciso receber"

Marcel Alcântara e Neri Fung, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

15/11/2019 10h27

Ariane Lipski teve mudanças de adversária no UFC São Paulo - Marcel Alcântara

Ariane Lipski está passando por dias movimentados em sua carreira. Inicialmente escalada para encarar Priscila 'Pedrita', no UFC São Paulo, que acontece neste sábado (16), a lutadora viu sua adversária sair do confronto por problemas no teste antidoping. Com isso, Veronica Macedo assumiu seu posto. Entretanto, a um dia do evento, a venezuelana teve sintomas de concussão e deixou o show, sendo substituída por Isabela de Pádua. Nessa verdadeira 'dança das cadeiras', a 'Rainha da Violência', em entrevista exclusiva à Ag.Fight, deu detalhes dessa nova alteração.

Já com peso batido para a categoria peso-mosca (57 kg), Ariane teve a notícia na noite de quinta que Veronica estava prestes a sair do confronto. Sem pensar em deixar o evento de maneira alguma, por ter investido durante quatro meses no seu camp e precisar receber a bolsa do combate, a brasileira não cogitou recusar a peleja contra uma nova oponente.

"A Veronica tinha aceitado a luta com dez dias de antecedência, ela veio para cá e fiquei sabendo que estava sintomas de concussão na cabeça, que é quando você tem um nocaute, não sei se ela teve algum nocaute no treinamento. Ela só comentou dos sintomas ontem e ficamos esperando ela acabar os exames para saber se estava apta para lutar ou não. E não estava. Aí me deram um nome de uma menina da Chute Boxe, ficamos estudando ela, mas meia-noite apareceu essa outra (Isabela) e eu tive que aceitar. Eu preciso lutar, preciso receber, porque investi nesse camp e se não lutasse não receberia nada", afirmou a lutadora, que já tem duas lutas na carreira pelo UFC.

Apesar de ter somente um pouco mais de um dia para estudar sua nova adversária, que vem de cinco vitórias seguidas na carreira, Lipski adiantou que já sabe as características de Isabela. O motivo disso é conhecer o que todas suas rivais têm em mente quando vão lhe enfrentar: levar o combate para o chão.

"Eu ia lutar com uma menina que perdeu para ela, então acabei assistindo a luta dela. Então já sabemos seu jogo, não tem segredo, vai querer me levar para o chão, assim como a Veronica ia tentar fazer e a maioria das minhas adversárias, porque tenho demonstrado isso como falha, mas tenho trabalhado em cima disso. Estou feliz, confiante, não importa quem seja, amanhã vai ser meu dia", completou a brasileira.

Ariane Lipski ainda busca sua primeira vitória no Ultimate. Nas suas duas apresentações no octógono, a atleta tupiniquim foi derrotada por Joanne Calderwood e Molly McCann, ambas por decisão dos jurados. Já Isabela de Pádua vem de cinco triunfos seguidos na carreira. A sua última apresentação aconteceu em outubro deste ano, quando derrotou Rayanne Amanda no STF 17, por interrupção médica.

MMA