Topo

MMA


Após insinuar aposentadoria, Nate Diaz volta atrás: "Vou lutar para sempre"

Nate Diaz posa para foto - Gabe Ginsberg/Getty Images for Showtime
Nate Diaz posa para foto Imagem: Gabe Ginsberg/Getty Images for Showtime

Ag. Fight

10/11/2019 16h00

Após indicar, através de suas redes sociais, uma possível aposentadoria do MMA, Nate Diaz, aparentemente, mudou de ideia. No último sábado (9), à emissora americana ESPN, o meio-médio (77 kg) do UFC descartou a possibilidade de pendurar as luvas e, ao seu melhor estilo, afirmou que lutará para sempre.

Apesar de transparecer sinceridade em suas declarações, Nate Diaz, em algumas ocasiões, aparenta ser uma pessoa difícil de compreender. E os acontecimentos que seguiram após sua derrota, por interrupção médica, para Jorge Masvidal na luta principal do UFC Nova York, realizado no último dia 2 de novembro, comprovam isso.

Na publicação que iniciou os rumores de sua possível aposentadoria, o lutador - que parecia irritado com a negativa inicial de Dana White, presidente do UFC, sobre uma revanche contra Jorge Masvidal - deu a entender que se afastaria do esporte. Poucos dias depois, o mesmo revela que não pensa em pendurar as luvas.

"Quem disse que eu me aposentei? Eu vou lutar hoje. Vou lutar para sempre. Eu nunca vou me aposentar, isso é certo", declarou Diaz.

Ainda perturbado pela derrota para Masvidal, Diaz aproveitou para provocar mais uma polêmica. Em sua conta oficial no 'Twitter', o atleta postou uma de seu rival sendo atingido por ele e insinuou que o adversário não queria a continuação do combate (veja abaixo ou clique aqui).

"Esse é o momento na luta onde ele (Masvidal) e eu percebemos que ele não mais queria estar nessa luta", escreveu Diaz no 'Twitter'.

Nate Diaz e Jorge Masvidal se enfrentaram no último dia 2 de novembro, na luta principal do UFC Nova York. Com o cinturão 'BMF' (lutador 'mais durão') em jogo, o combate foi interrompido pelo médico no intervalo entre o terceiro e quarto assaltos, em razão de um corte profundo sobre o olho direito de Diaz. A polêmica decisão não foi bem aceita pelos lutadores, que, ainda no octógono, sugeriram uma nova disputa entre eles.

MMA