Topo

MMA


Nate Diaz sofre corte profundo, e Masvidal leva troféu de mais durão do UFC

Jorge Masvidal recebe o cinturão de lutador mais durão de Dwayne "the Rock" Johnson - Steven Ryan/Getty Images/AFP
Jorge Masvidal recebe o cinturão de lutador mais durão de Dwayne "the Rock" Johnson Imagem: Steven Ryan/Getty Images/AFP

Diego Ribas, em Nova York (EUA)

Ag. Fight

03/11/2019 02h00

O lutador Jorge Masvidal foi coroado o "lutador mais durão" do UFC ao vencer, nesta madrugada, Nate Diaz após interrupção médica entre o terceiro e quarto round da luta principal do UFC 244, disputado em Nova York.

Nate sofreu um corte profundo no rosto, o que obrigou o médico a interromper a disputa, causando uma verdadeira frustração na torcida, que não se cansou de vaiar. Para acalmar os ânimos, dos dois atletas aceitaram medir forças em breve, no início de 2020, provavelmente na cidade de Las Vegas (EUA).

A luta principal do UFC 244 colocava não apenas Jorge Masvidal, terceiro colocado do ranking dos meio-médios (77 kg), frente a frente contra Nate Diaz, número sete da lista oficial do evento. A disputa entre os destemidos atletas valia também recém-criado cinturão 'BMF' (algo como o mais durão do MMA), e isso garantiu casa cheia no local.

Ao final, a noite terminou com a coroação de Jorge Masvidal, que recebeu o cinturão de Dwayne Johnson, o "the Rock". Mas também com um misto de frustração e expectatuva pelo próximo encontro dos dois lutadores.

Nate Diaz sofreu corte durante luta - Steven Ryan/Getty Images/AFP
Nate Diaz sofreu corte durante luta
Imagem: Steven Ryan/Getty Images/AFP

A luta

O combate começou elétrico, e o sempre displicente Nate Diaz abriu brechas ao clinchar o oponente, sendo recebido com uma saraivada de cruzados e um chute na cabeça que o levaram a knockdown. Por cima, Masvidal bateu até que o rival se recuperou e passou a defender seus ataques, tornando a disputa travada e obrigando o árbitro a colocá-los de pé.

Na sequência, Nate buscou uma queda, bem defendida pelo rival, que ao baixar a guarda para retornar ao centro do cage recebeu dois cruzados no queixo, para alegria da torcida, que já havia elegido o irmão mais nova da família Diaz como seu favorito. Fim do assalto, vantagem de Masvidal: 10x9.

Na etapa seguinte, Jorge voltou a mostrar melhor jogo de pernas e cortar ângulos no cage, enquanto seu oponente apostava em sua capacidade de absorver golpes andando para frente. Dito e feito: Diaz sofreu outro knockdown e sofreu desvantagem tanto em contundência quanto em volume de ataques, justamente seu forte. Ao final do round, Masvidal quedou e tentou pegar as costas. Esperto, seu adversário deu uma cambalhota e tentou uma chave de calcanhar, posição em que o combate foi interrompido pelo gongo.

O terceiro assalto mostrou que ambos lutadores sobram no quesito coração. Raçudos, os dois partiram para a luta franca e receberam mais golpes do que se espera em uma disputa de calibre internacional. Masvidal, mais uma vez, levou a vantagem com golpes na curta distância, o que lhe garantiu melhor nas papeletas, mas não aliviou os diretos recebidos pelo maior oponente, dono de braços longos.

Eis que, quando o combate era banhado por sangue e contava com uma ensandecida plateia, o médico responsável pelo evento paralisou a disputa e decretou vitória para Masvidal devido a um corte no rosto de Diaz. Todos os envolvidos, assim como a plateia, não demoraram em questionar a decisão.

"Vamos lutar de novo, Ele é um cachorro, veio para cima, eu sou um cachorro também, não me vaiem. Eu vim para lutar, ele veio para lutar, é isso", afirmou Masvidal, campeão BMF. "Eu estava apenas começando. Vamos lutar de novo. Eu parabenizo ele. Não pude me movimentar como antes, mas vamos fazer isso de novo na sequência", finalizou Diaz.

Acompanhe os resultados do UFC 244:

Jorge Masvidal venceu Nate Diaz por interrupção médica;
Darren Till venceu Kelvin Gastelum por decisão dividida;
Stephen Thompson venceu Vicente Luque por decisão unânime;
Derrick Lewis venceu Blagoy Ivanov por decisão dividida.
Kevin Lee nocauteou Gregor Gillespie no 1º round;
Corey Anderson nocauteou Johnny Walker no 1º round;
Shane Burgos nocauteou Makwan Amirkhani no 3º round;
Edmen Shahbazyan nocauteou Brad Tavares no 1º round;
Jairzinho Rozenstruik nocauteou Andrei Arlovski no 1º round;
Katlyn Chookagian venceu Jennifer Maia por decisão unânime;
Lyman Good nocauteou Chance Rencountre no 3º round;
Hakeem Dawodu venceu Julio Arce por decisão dividida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

MMA