PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Cyborg' vs Amanda! Brasileiras duelam pelo posto de melhor lutadora da história

Ag. Fight

29/12/2018 08h00

O duelo entre Cris 'Cyborg' e Amanda Nunes vale muito mais do que o cinturão peso-pena (66 kg) do UFC. Atuais campeãs de suas categorias, as brasileiras buscam nesse confronto direto uma forma de garantir no seus próprios nomes na história do esporte que ajudaram a popularizar.

De um lado, a curitibana ostenta invencibilidade de mais de 13 anos no esporte, período em que se tornou a nocauteadora mais temida do MMA mundial ao acumular cinturões dos eventos Strikeforce, Invicta FC e do próprio UFC. Para isso, a atleta enfileirou rivais do calibre de Holly Holm, Leslie Smith e Marloes Coenen, quase sempre como peso-pena.

Por sua vez, Amanda, que competia como peso-pena originalmente, mudou de categoria e encontrou o ápice de sua forma. Mais cerebral e menos brigadora no octógono, a baiana bateu três atletas que já ergueram o cinturão do UFC no ombro: Ronda Rousey e Miesha Tate, como pena, e Valentina Schevchenko, atual campeã dos moscas (57 kg). Seu grande sucesso dentro do cage acompanha é acompanhado pelas marcas alcançadas.

Afinal, a 'Leoa' é uma verdadeira desbravadora. Primeira brasileira a ser contratada pelo UFC, primeira brasileira a vencer uma luta no evento e única campeã assumidamente homossexual, Amanda, embora 'zebra' para a noite nas bolsas de apostas, encara o maior desafio de sua vida de olho no próprio legado.

E é com essa vitória em um confronto direto que daria à baiana o poder de pleitear o posto de melhor atleta da história, que é justamente de Cyborg. Mas, por isso, caso vença e afaste sua maior ameaça, a curitibana ocuparia de forma isolada o posto de maior lenda feminina de todos os tempos, o que deixa a atmosfera para esse duelo repleto de expectativa.

Esporte