PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Técnico diz que Jones pode migrar para pesados caso "chance certa" apareça

Jon Jones pode mudar de categoria no futuro - Sean M. Haffey/Getty Images
Jon Jones pode mudar de categoria no futuro Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images

27/12/2018 18h44

Brandon Gibson, treinador de luta em pé do ex-campeão do UFC Jon Jones, não vê problemas em seu pupilo migrar para os pesos-pesados, desde que ele antes consolide o "legado" na categoria em que sempre competiu no Ultimate, a dos meio-pesados (93 kg). Em entrevista ao programa "The MMA Hour", o técnico apontou que, caso a "oportunidade certa" apareça, seu atleta terá facilidade em competir entre os gigantes da organização.

No entanto, antes de qualquer coisa, Jones precisará primeiro vencer Alexander Gustafsson no próximo sábado (29), quando disputará o título dos meio-pesados no UFC 232, vago após o então campeão em duas categorias, Daniel Cormier, abdicar do posto para manter o cinturão dos pesados. Maior rival de Jon, DC já foi citado por Dana White, presidente da companhia, como um forte candidato a enfrentá-lo na divisão de cima. No entanto, segundo Gibson, seu atleta antes deverá "continuar o reinado" que poderá reiniciar no próximo final de semana.

"Acho que o dia (de Jones competir nos pesos-pesados) chegará, mas o foco dele agora é apenas continuar seu reinado entre os meio-pesados e consolidar seu legado. Talvez chegue o dia em que ele estará no peso-pesado, mas eu não acho que esteja próximo. Não é algo que conversamos, mas se a oportunidade certa chegasse, acho que seria fácil para Jon", contou o treinador de Jones.

Ao ser questionado sobre as alterações físicas de Jones em uma possível mudança de categoria, o técnico descartou a possibilidade de Bones ganhar muito mais peso do que possui atualmente. Além disso, Gibson destacou que o ex-campeão meio-pesado costuma se dar bem nos treinos contra pesos-pesados na academia Jackson-Wink, o que seria um indício de que Jon não teria problemas em se adaptar à divisão.

"Não acho que ele ganharia uma quantidade enorme de peso ou algo assim. Acho que ele poderia subir o peso para algo entre 102 e 107 kg e ter sucesso tremendo contra esses caras. Quero dizer, eu vi todos os rounds de sparring que ele fez contra pesos-pesados bem conhecidos na academia Jackson-Wink, então sei do que Jon é capaz. Mas acho que o foco dele agora deve ser o reinado nos meio-pesados", concluiu.

Aos 31 anos, Jon Jones não compete pelo UFC desde julho de 2017, quando nocauteou Cormier, resultado que foi modificado para no contest após Bones ser flagrado em exame antidoping e suspenso por 15 meses. Agora de volta aos octógonos, o ex-campeão dos meio-pesados terá a possibilidade de ampliar o seu cartel profissional no MMA, que hoje conta com 22 triunfos e uma derrota, além da luta sem vencedor definido.

MMA