PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Especialista em jiu-jitsu, 'Hannibal' aposta em nocaute no UFC Londres

Felipe Paranhos, de Salvador (BA)

Ag. Fight

22/12/2018 07h00

O UFC anunciou nessa quinta-feira (20) que Cláudio 'Hannibal' irá enfrentar o meio-médio (77 kg) Danny Roberts no evento agendado para o dia 16 de março, em Londres (ING). E, questionado pela reportagem da Ag. Fight sobre o que achou do novo oponente, o brasileiro ressaltou que não escolhe adversário, mas garantiu: apesar de ser um especialista no jiu-jitsu, partirá para o nocaute sobre o rival inglês, que tem a luta em pé como 'carro-chefe'.

Em outubro, também durante entrevista à Ag Fight, Cláudio afirmou que gostaria de um desafio maior do que Nordine Taleb, a quem finalizou em seu último duelo, no UFC Liverpool. No entanto, o Ultimate optou por agendá-lo contra Roberts, que, apesar de ter triunfado em seus últimos dois desafios, foi nocauteado por Taleb em dezembro de 2017. Por isso, 'Hannibal' parece confiante que conquistará a vitória em pé.

"Todas as lutas no UFC são duras. O Danny Roberts acabou perdendo pro Taleb, foi nocauteado pelo Taleb em um minuto, mas se o UFC acha que eu tenho que lutar com ele, é isso que eu tenho que fazer. Ele vem de um nocaute, de duas vitórias seguidas. E é lutar, né, cara. Não escolho ninguém, quem escolhe é o UFC. Eu estou preparado para ele. (...) Estou dando muita ênfase à minha parte em pé. Tenho certeza de que eu nocauteio ele. Mas luta é luta, e isso é MMA. Se precisar levar para baixo, eu vou levar. Eu estou visando o nocaute, é isso que eu quero fazer", contou.

Apesar de ter nascido no Mato Grosso, 'Hannibal' é radicado na Inglaterra, onde vive há 11 anos. Agora agendado para lutar na capital inglesa, o meio-médio brasileiro exaltou o fato de lutar na mesma arena em que estreou no UFC, em março de 2014, contra Bradley Scott. Cláudio também relembrou de sua última atuação do Ultimate, em maio deste ano, quando finalizou Taleb em Liverpool.

"Eu vou lutar em Londres, que considero minha casa. Quando eu lutei em Liverpool, foi uma coisa assim de outro mundo. Eu andava na rua e não conseguia andar um quarteirão sem parar para dar um autógrafo. Eu moro em frente à O2 Arena, onde vai ser este evento. Tenho certeza de que os torcedores me veem como local, porque eu moro aqui há 11 anos. Estou muito feliz de lutar aqui, onde comecei minha carreira no MMA. Lutar no O2 Arena vai ser ainda melhor, porque foi onde eu fiz minha estreia no UFC. Estou muito empolgado, muito feliz e treinando sério, forte, para esta luta", concluiu.

Esporte