PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Toquinho', Thiago Silva e mais três brasileiros perdem na Rússia; Brandão e 'Bodão' vencem

Ag. Fight

15/12/2018 21h10

O Russian Cagefighting Championship realizou um evento neste sábado (15) que colocou frente a frente sete brasileiros e lutadores russos ou nascidos em ex-repúblicas soviéticas. E os 'locais' levaram a melhor. Na disputa entre nações, o show foi encerrado com cinco vitórias e apenas duas derrotas dos atletas que tinham o apoio da torcida em Ecaterimburgo (RUS).

Primeiro dos brasileiros a entrar no cage circular, Rousimar 'Toquinho' não obteve sucesso em suas tentativas de queda e, frustrado, passou a abrir brechas para Georgy Kichigin. O casaque, por sua vez, embora estivesse levando vantagem no chão, ganhou na luta em pé. Com o brasileiro acuado na grade, Kichigin acertou socos que encerraram o combate ainda aos 3min53s do assalto inicial (veja abaixo ou clique aqui).

Depois, Kleber 'Orgulho' não conseguiu superar Mikhail Ragozin, sendo derrotado por decisão unânime dos juízes. O médio (84 kg) baiano, cuja carreira tem se dividido, nos últimos anos, entre Rússia e Brasil, voltou a perder depois de dois triunfos em seu país.

Também natural da Bahia, o peso-pesado Gerônimo 'Mondragon' foi nocauteado por Anton Vyazigin a 2min40s do primeiro round. O veterano começou melhor a luta, mas se desequilibrou ao tentar uma joelhada e acabou no chão. Rápido, o russo aproveitou para assumir a posição de domínio no solo, iniciando transições de jiu-jitsu. Por fim, Vyazigin acabou montando no baiano e desferindo socos que o apagaram (veja abaixo ou clique aqui).

Rodrigo Cavalheiro também não triunfou contra Nikolay Aleksakhin. Aos 33 segundos do segundo round, o curitibano tentou uma entrada de queda e foi surpreendido por uma joelhada. Quando ainda buscava se recuperar, o meio-médio (77 kg) foi atingido por socos. O juiz, então, interrompeu o duelo.

Na luta coprincipal, Thiago Silva não teve chances diante de Ivan Shtrykov. O russo conseguiu levar o paulista para o chão logo no primeiro minuto. Lá, dominou o ex-lutador do UFC. O 'Ural Hulk', que já havia nocauteado Fábio Maldonado em outubro, aproveitou a força física muito superior a Silva para cansá-lo e, aproveitando uma abertura, encaixar um armlock.

As vitórias brasileiras ficaram por conta de Diego Brandão e Francimar Barroso. 'Ceará' acertou uma joelhada voadora nos segundos iniciais do seu embate e abriu um grande corte na testa de Vener Galiev. Após o chamamento do árbitro Marc Goddard, o médico da organização decretou que o atleta de 43 anos não tinha mais condições de continuar (veja abaixo ou clique aqui). Depois, na antepenúltima luta do card, 'Bodão' triunfou por decisão unânime. O acreano está invicto desde que deixou o UFC, no início de 2018.

Confira as derrotas de 'Toquinho' e 'Mondragon' e a vitória de Diego Brandão:

 

 

Esporte