PUBLICIDADE
Topo

Esporte

MacDonald revela que "zona de conforto" o impediu de conquistar novo cinturão do Bellator

Ag. Fight

22/11/2018 13h56

Campeão meio-médio (77 kg) do Bellator, Rory MacDonald realizou uma superluta em setembro, quando disputou o cinturão dos médios (84 kg) de Gegard Mousasi. Na ocasião, o canadense foi nocauteado no segundo round, o que pode ter acontecido, de acordo com ele, pelo excesso de facilidades que a carreira vitoriosa lhe proporcionou, que o fizeram entrar em uma "zona de conforto".

Em entrevista à emissora americana 'ESPN', MacDonald destacou que a sua situação financeira hoje é muito diferente da de quando iniciou a carreira profissional, em 2005. Contratado pelo UFC em 2010, o canadense competiu por seis anos na maior organização de MMA do planeta, onde disputou o título dos meio-médios em 2015, contra Robbie Lawler. Dois anos depois, ele migrou para o Bellator, companhia em que se sagrou campeão este ano, após derrotar Douglas Lima em janeiro.

"Comparado ao que eu era quando comecei no MMA, minha vida é mais confortável. Ganho mais dinheiro, tenho uma vida muito boa fora da luta, então acho que eu fiquei acomodado demais, não me tirei da zona de conforto ao treinar para esta luta, e acho que esse foi o meu primeiro erro. E quando não existe isso, quando não existe foco, paixão, fogo, isso é mostrado na luta", ressaltou.

"Sinto que não me preparei apropriadamente como eu normalmente faço, acho que tive muitas distrações. Não estava concentrado, não estava com aquele fogo nas veias, como normalmente estou. Acho que de uma próxima vez eu preciso estar mais treinado, mais concentrado", completou o campeão meio-médio.

Aos 29 anos, Rory MacDonald estreou no Bellator com triunfo sobre Paul Daley, em maio de 2017. Depois disso, ele conquistou o cinturão da organização, antes de ser superado pod Mousasi. Ao longo da carreira profissional, o canadense somou 20 triunfos e cinco derrotas como lutador de MMA.

Esporte