PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasileiro Johnny Walker explica por que representa Reino Unido no UFC

Ag. Fight

20/11/2018 13h22

Johnny Walker conquistou a sua primeira vitória no UFC após bater Khalil Rountree ainda no primeiro round, mas um fato inusitado chamou a atenção do público presente na Arena Parque Roca, em Buenos Aires (ARG). Natural de Belfort Roxo, na Baixada Fluminense, o lutador se dirigiu ao octógono com o uniforme do Reino Unido, país em que reside e realiza os treinamentos. No entanto, ele garante que não se trata de falta de patriotismo, e sim reconhecimento por quem o ajuda.

Em entrevista coletiva após o UFC Buenos Aires, Walker destacou que foram os ingleses quem o ajudaram no início da carreira, período em que quase ninguém sabia quem ele era e, por isso, o atleta escolheu por representar a nação europeia. Contratado por Dana White após se destacar no programa 'Contender Series Brasil', o carioca ainda apontou que faltam incentivos aos lutadores no início de carreira e chamou a atenção para que mais pessoas colaborem com os atletas que buscam uma oportunidade.

"Não são empresários, apenas pessoas comuns . Homens de família que me ajudam, me mandam dinheiro, encontram academias para eu treinar. Não podemos obter apoio de empresários no Brasil. Pessoas comuns na Inglaterra me apoiam todos os dias, por isso fico lá. (...) Eu sou um homem patriota, amo o Brasil, mas o Brasil não me ajuda. Eu não posso ficar no Brasil para treinar. Onde quer que eu esteja, qualquer outro país, Estados Unidos, China... Se as portas estiverem abertas para mim, carregarei sua bandeira. Qualquer país que me ajude, carregarei sua bandeira, é assim que funciona. Eu tenho que mostrar quem está me apoiando", destacou.

"Espero que alguém me veja agora, porque ninguém me viu antes. Não havia posts de mídia social sobre mim, nem fotos do Instagram. As pessoas falavam apenas do Rountree, e agora acho que alguém pode me ver. Invistam em mim, pessoal! Estou aqui! Cheguei aqui sem ter qualquer apoio, então imaginem se eu tivesse. E há muitos como eu, sem oportunidade. Isso é o que está faltando, pessoas humildes o suficiente para olhar para o futuro dentro de cada um, mas ninguém o faz", completou, em transcrição feita pelo site 'MMA Fighting'.

Aos 26 anos, Johnny Walker acumula sete vitórias consecutivas em seus últimos combates. Contratado pelo presidente do UFC após derrotar Henrique da Silva no segundo episódio do 'Contender Series Brasil', o lutador possui um cartel profissional de 15 triunfos e apenas três derrotas como lutador de MMA.

Esporte