PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasileiros perdem disputas de cinturão e 'Miau' imita McGregor em brincadeira com Khabib no Brave

Ag. Fight

17/11/2018 16h23

O evento do Brave, maior liga de MMA do Oriente Médio, desta sexta-feira (16) poderia ter promovido três brasileiros aos postos de campeões da organização, mas Lucas 'Mineiro', Felipe Efrain e Marcel Adur não superaram os seus oponentes e falharam na missão de conquistar cinturões da organização. Entre os atletas tupiniquins, apenas Luan 'Miau' - que imitou Conor McGregor e brincou com o visitante de luxo do evento, Khabib Nurmagomedov - conseguiu a vitória no Bahrein, já que Antônio 'Buiú', que também esteve presente no show, foi derrotado por Akhmed Sheraniev.

No duelo principal da noite, o então dono do cinturão interino dos pesos-leves (70 kg), Lucas 'Mineiro', foi superado por nocaute técnico pelo novo campeão da divisão, o jordaniano Abdul Kareem Al-Selwady, ainda no primeiro round. Durante o combate, o brasileiro lesionou a perna esquerda ao ser derrubado pelo rival e teve de ser levado às pressas ao hospital, com o local imobilizado.

Já no evento coprincipal, que valia o título dos galos (61 kg), Felipe Efrain teve pela frente o campeão da categoria, o filipino Stephen Loman, mas perdeu o combate por decisão unânime dos juízes. O mesmo desfecho teve o peso-mosca (57 kg) Marcel Adur. O brasileiro chegou a abalar Velimurad Alkhasov com uma joelhada voadora que poderia ter rendido o nocaute, mas o russo se recuperou rápido e usou o jogo de grappling para anular a trocação do atleta. Como Alkhasov não bateu o peso e, por isso, perdeu o direito de ficar com o título em caso de vitória, o cinturão inaugural da categoria permaneceu vago.

Único atleta tupiniquim a vencer na noite, Luan 'Miau' superou Djamil Chan em luta pela divisão dos leves. O representante da equipe CM System se mostrou sempre um passo à frente do rival, conhecido pela qualidade no striking. Luan usou a maior envergadura para fugir dos perigosos chutes altos de Chan e mantê-lo sempre em distância segura. Curiosamente, após terminar a luta, o brasileiro imitou Conor McGregor e caminhou pelo cage simulando o conhecido andar do irlandês. O irreverente lutador ainda pulou a grade de proteção e foi em direção a Khabib Nurmagomedov, que estava na plateia do evento, mas ambos se abraçaram após a brincadeira.

Esporte