PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mestre de jiu-jitsu revela "malandragem" de Demetrious Johnson sobre ser faixa-branca

Felipe Paranhos, em Salvador (BA)

Ag. Fight

28/10/2018 17h33

Demetrious Johnson, ex-campeão peso-mosca (57 kg) do UFC, ganhou a faixa marrom de jiu-jitsu há duas semanas. E chamou a atenção o que parecia ser uma ascensão meteórica do lutador nos sistema de graduação do esporte. Isso porque, há um ano e meio, ele declarou ser faixa branca - a primeira, reservada aos iniciantes no quimono. Em entrevista à Ag. Fight, porém, o mestre do 'Mighty Mouse', Bibiano Fernandes, negou a afirmação de seu aluno. Conforme explicou o campeão peso-galo (61 kg) do ONE - organização que agora também é a casa de Johnson -, as afirmações sobre não ter um jiu-jitsu avançado faziam parte de uma "malandragem" de DJ.

Bibiano afirmou que o desenvolvimento de Johnson na arte suave é antigo. De acordo com o brasileiro, há muito tempo, Demetrious treina de quimono para reforçar a técnica das posições e transições da modalidade. O campeão do ONE afirmou que sempre cobrou de DJ uma postura ofensiva, visando sempre à finalização.

"A gente luta para a frente. Coloca o quimono para adaptar o armlock, o triângulo, a pegada de costas, evoluir a técnica, aprender a passar a guarda, colocar joelho na barriga, mas a gente luta para finalizar. Este é o jiu-jitsu que eu passo para ele. Depois que eu comecei a treinar com ele , ele evoluiu nesta parte. Falei: 'Meu irmão, é transição. Tem que aprender transição e finalizar. Abriu uma brecha, finaliza'. Então, ele falava 'Sou faixa-branca'. Que nada! Ele já era faixa-roxa. Só que ele falava isso, é malandro (risos). Eu falava: 'Você não é faixa branca, para com isso'. Aí, semana passada, eu estava lá e o promovi a faixa-marrom e o professor dele, a faixa-preta", declarou.

"Ele é malandro, estou te falando. (risos) Ele faz isso para a mídia. Eu falo isso para ele. 'Tu tá de malandragem'. Ele: 'Beleza, beleza, desculpa'. Falei: 'Pô, desculpa, não'. Mas ele é malandro, é o jeito dele de jogar ali. O jiu-jitsu dele é muito parecido com o meu, para frente. Ele faz bem, ele coloca armlock direto. Sempre olhando para finalizar. Ele é muito bom. O jiu-jitsu dele é focado no do nosso mestre Hélio Gracie, não nesse jiu-jitsu esportivo. Ele faz para pegar, para passar a guarda, para pegar as costas", acrescentou.

No último sábado (27), Johnson confirmou sua ida para o ONE, principal liga asiática de MMA. A transação deve ter como contrapartida a ida do meio-médio (77 kg) Ben Askren para o UFC.

Esporte