PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após quinta cirurgia, promessa do MMA anuncia aposentadoria aos 27 anos

Ag. Fight

28/09/2018 11h25

Quando surgiu no UFC, em 2011, Michael McDonald era uma das maiores revelações do MMA. Com 11 vitórias e apenas uma derrota, o lutador de à época 20 anos venceu os quatro primeiros combates no Ultimate, incluindo um nocaute contra o ex-campeão do WEC Miguel Torres. Mas, na quinta-feira (27), apenas sete anos depois de sua ascensão repentina, 'Mayday' anunciou o encerramento de sua carreira.

A decisão é resultado de uma série de lesões na mão com as quais o americano teve de lidar. As contusões o obrigaram a se submeter a cinco cirurgias, a última em agosto. Por meio de uma postagem no Facebook (veja abaixo ou clique aqui), McDonald afirmou que vai se dedicar apenas à marcenaria, atividade com a qual se dividiu ao longo dos últimos anos.

"Agora, de agora em muito, muito diante, vou seguir meu trabalho de marcenaria em tempo integral. Há sete anos, faço móveis e armários, além das minhas lutas. Tenho minha própria loja de móveis e armários planejados e sou tão apaixonado por marcenaria quanto sou por artes marciais. Eu dedico o mesmo trabalho duro e esforço que todos vocês viram na minha carreira na luta para a perfeição no meu ofício com a madeira", escreveu.

Em entrevista ao site da emissora americana 'ESPN', Michael explicou como se deu o processo de sacramentar sua aposentadoria precoce. Ele contou que pediu a Deus uma revelação de que era o momento de parar, e que recebeu a mensagem ao nocautear Dudu Dantas no Bellator 202, em julho.

"Eu disse: 'Não sei se sequer posso pedir por isso, mas estou pedindo ao Senhor para me mostrar, descaradamente, se o Senhor quer que eu pare de lutar. E, se isso é absolutamente o que o Senhor deseja, pode me dar um hole-in-one?'", lembrou, referindo-se ao lance do golfe em que o jogador coloca a bolinha no buraco na primeira tacada. "Contra um adversário extraordinário como Dudu Dantas, sei quão raro isso é", acrescentou.

Mesmo com o nocaute tendo acontecido em apenas 58 segundos, McDonald lesionou a mão esquerda. Após mais uma cirurgia, segundo Michael, ele sofreu um problema na anestesia que causou a imobilização do bíceps de seu braço esquerdo.

"Meu braço esquerdo inteiro está na metade do tamanho do meu braço direito. Está inútil. Eu sequer consigo pegar um copo de água. É possível que meu bíceps esquerdo nunca volte a ser usado. Estou exausto. Estou exausto destas lesões na mão. Estou exausto de quebrar meu corpo no meio. Pedi a Deus que, se Ele fosse fechar meu contrato com o Bellator, que o fizesse em boa posição com a empresa e me desse um 'hole-in-one'. Não tenho dúvidas de que o plano de Deus para o resto da minha vida é que eu siga em frente", disse.

Apesar de a lesão dar um fim melancólico para sua carreira, McDonald ressaltou quão positivo é parar de lutar com um nocaute a seu favor, sobretudo diante de um ex-campeão do Bellator como Dudu. Ele afirmou que o único motivo que o faz deixar os cages é mesmo o corpo.

"Na última luta, tudo estava perfeito. Isso faz com que eu me sinta bem. A maioria das pessoas, quando para, é porque não consegue mais. Eles foram postos para fora do esporte e a família está sentando com eles e pedindo para que, por favor, eles parem. Para mim, não é uma questão de habilidades ou de poder ter um bom desempenho, mas estou em um ponto em que o custo é maior do que a recompensa", falou.

McDonald encerrou a carreira com 19 vitórias e quatro derrotas. No Ultimate, foram seis triunfos e três reveses. No Bellator, 'Mayday' fez duas lutas e ganhou ambas.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s); if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = 'https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v3.1'; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

My friends and family, I am excited to announce the start of a new chapter for me and my wife Rachel. Today I am...

Posted by Michael "Mayday" McDonald on Thursday, September 27, 2018

Esporte