PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ex-campeão do UFC revela que Cormier o convenceu a não mudar de categoria

Ag. Fight

27/09/2018 11h46

Luke Rockhold teve dificuldades para alcançar o limite dos pesos-médios (84 kg) do UFC em seu último combate, contra Yoel Romero. Deste modo, o ex-campeão da categoria chegou a declarar que gostaria de migrar para os meio-pesados (93 kg). No entanto, seu próximo oponente será o antigo rival Chris Weidman e, de olho em um novo duelo pelo título, ele seguiu o conselho do amigo Daniel Cormier e optou por se manter em sua divisão de origem.

O embate entre os ex-campeões dos pesos-médios (84 kg) do UFC está marcado para o dia 3 de novembro, em Nova York (EUA). Este será o segundo encontro dos americanos no octógono. Na primeira oportunidade, em dezembro de 2015, Rockhold derrotou o compatriota e tomou o seu cinturão. Porém, o seu reinado não durou muito, pois, em seguida, ele perdeu o título para o inglês Michael Bisping.

Posteriormente, Rockhold acumulou uma vitória sobre David Branch e a derrota para Romero, que lhe fez refletir sobre a possibilidade de mudança de categoria. Porém, Daniel Cormier, que, além de atual campeão dos meio-pesados também é amigo e companheiro de treino de Luke, aconselhou-o a se manter entre os médios, pois seria onde estaria mais próximo do cinturão neste momento. Assim, o americano topou enfrentar Weidman no Madison Square Garden para somente depois pensar no próximo passo.

"É uma grande luta, em uma grande arena. É um lugar que eu sempre quis estar e um encontro perfeito. É uma situação muito apropriada. É algo que me anima, me deixa entusiasmado e me faz querer perder esse peso. Há uma pausa na divisão . Obviamente que eu estou muito perto de 'DC' e sei sua posição, para onde ele está indo e o que está acontecendo agora. Então, há muitas coisas que precisam ser esclarecidas antes que eu faça esse movimento para os meio-pesados", analisou o americano, em entrevista à rádio 'Submission'.

Rockhold disse ainda que, mesmo não tendo conseguido nenhuma defesa do cinturão dos médios no UFC, é o melhor atleta da divisão. Atual segundo colocado no ranking da categoria, o americano tentará calar os críticos com outro triunfo sobre o seu compatriota.

"Eu estou indo para ganhar a luta. Eu estou indo para colocá-lo para fora. Eu não vou deixar dúvidas. Pessoas que duvidam de mim, eu vou até lá e vou mostrar quem eu sou. Toda luta é diferente. Há complicações nas lutas. Vou até lá e vou provar que sou o melhor peso-médio do mundo", concluiu.

Aos 33 anos, Luke Rockhold soma 16 vitórias e quatro derrotas em seu cartel profissional como lutador de MMA. Uma vitória sobre Weidman pode credenciá-lo a disputar novamente o cinturão dos médios, que hoje pertence ao australiano Robert Whittaker.

Esporte