PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Afastado por doença, 'GSP' mantém "porta aberta" para retornar ao UFC

Ag. Fight

27/09/2018 10h43

Aos poucos, Georges St-Pierre volta ao noticiário de MMA, em um indício que seu retorno está próximo. E, em entrevista ao site 'MMA Fighting', o ex-campeão dos meio-médios (77 kg) e médios (84 kg) afirmou que a sua colite ulcerosa, doença que o retirou de atividade, melhorou. Assim, embora não estabeleça uma data para lutar novamente no UFC, declarou que está "mantendo a porta aberta".

'GSP' afirmou que tem retirado com cautela o medicamento que controla a doença, a fim de não causar recaídas. Apesar disso, declarou que não pretende firmar nenhum acordo de luta no momento, já que o estresse é uma das condições que intensificam seus sintomas.

"Definitivamente, o pior já passou. Estou diminuindo a dosagem do remédio, que é um anti-inflamatório, então você tem que reduzir as doses. Não de uma vez. Você não pode fazer isso. Eu estou reduzindo as doses a cada mês e, em breve, vai ficar no passado, vai ser uma história do passado. No momento, quase todos os sintomas já foram embora", disse.

"Não quero um contrato para enfrentar ninguém agora. Porque, no minuto em que você assina um contrato, a guerra mental começa, e o estresse é algo que amplifica tudo. Então, quero ter certeza de que posso lidar com isso. Cuido disso. e, quando tudo estiver terminado, eu vou poder olhar para a frente. Minha saúde é a coisa mais importante para mim", falou. " absolutamente não . Estou mantendo a porta aberta. Quando eu fechá-la, as pessoas vão saber. Mas, por enquanto, está mantida aberta", completou o ex-campeão.

O canadense afirmou que está com cerca de 83 kg, o que indica que não está fora de forma, já que este, segundo ele, é seu peso natural. Embora já tenha manifestado interesse em descer para os leves (70 kg) pela primeira vez, 'GSP' ressaltou que o Ultimate não vê com bons olhos sua nova investida.

"Não posso dizer ainda se sim ou não. Uma coisa que sei é que o UFC nunca vai querer que eu desça para o peso-leve. Eles vão ficar com medo de eu ir embora com o cinturão deles também. E eu os entendo. Eu os entendo do ponto de vista do negócio", afirmou.

St-Pierre ficou quatro anos fora do MMA antes de voltar em 2017, para vencer Michael Bisping e tomar do inglês o título dos médios. Ele não perde um combate desde 2007, quando foi nocauteado por Matt Serra em uma das maiores zebras da história do esporte.

Esporte