PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com cirurgia marcada, Woodley descarta duelo contra Covington no UFC NY

Ag. Fight

23/09/2018 08h00

Tyron Woodley aguardava um aval médico para oficializar o confronto contra Colby Covington no UFC 230. No entanto, a confirmação de que terá que realizar uma cirurgia adiará os planos do americano. O campeão da categoria dos meio-médios (77 kg) deslocou o dedo polegar direito em seu último duelo, contra Darren Till, mas não sabia da real gravidade da lesão. E, após realizar exames mais detalhados, foi constatado que ele rompeu ligamentos e, por isso, será necessário o procedimento cirúrgico, que vai deixá-lo fora de atividade por um período de dois a três meses.

Em declaração realizada neste sábado (22) ao site americano da 'ESPN', Woodley detalhou o seu caso e revelou que a cirurgia está marcada para meados de outubro. Deste modo, não há possibilidade de ele lutar contra Covington, que é o campeão interino da divisão, no evento principal do dia 3 de novembro, em Nova York (EUA). Assim, o show que será realizado na arena do Madison Square Garden continua sem um duelo com disputa pelo título em seu card principal.

"Eu desloquei meu polegar na luta e, ao fazer isso, rasguei três ligamentos. Farei uma pequena cirurgia para fornecer mais estabilidade para a minha mão e minimizar uma possibilidade de artrite", revelou o lutador.

Aos 36 anos, Tyron Woodley conquistou o cinturão do UFC em julho de 2016, após vitória sobre Robbie Lawler. A luta contra Till foi a quarta desde que conquistou o título. Seu cartel profissional como lutador de MMA conta com 19 triunfos, três derrotas e um empate.

Esporte