PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Irritado com punição a Jones, Cormier ataca Usada: "são ridículos"

Daniel Cormier com o cinturão do UFC - Sam Wasson/Getty Images/AFP
Daniel Cormier com o cinturão do UFC Imagem: Sam Wasson/Getty Images/AFP

Ag. Fight

20/09/2018 16h34

Daniel Cormier não ficou nada satisfeito com a punição de 15 meses aplicada pela USADA (agência antidoping americana) no seu rival Jon Jones. Campeão dos pesos-pesados e dos meio-pesados (93 kg) do UFC, o veterano nunca teve seu nome envolvido em suspeitas de doping apesar de, ao longo da carreira profissional, já foi testado dezenas de vezes. Talvez por isso, o atleta de 39 anos afirme que não faz mais sentido seguir os mesmo procedimentos e interromper suas noites de sono.

Destaque no wrestling universitário norte-americano na década de 90, Cormier é testado desde então pela agência antidoping. O atual campeão em duas divisões no UFC, inclusive, fez parte da delegação dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos em duas oportunidades, em 2004 e 2008, ocasiões em que repetidas vezes foi submetido aos testes. Além disso, a USADA aplica, ocasionalmente, exames de surpresa quando, para tanto, visita pela manhã ou durante a madrugada as residências dos lutadores para realizar a coleta do sangue.Fato este que cada vez mais desagrada a 'DC'.

"O negócio é o seguinte: quando se trata da USADA, eles não podem mais vir a minha casa às seis da manhã. Qual é o ponto? Eles já estiveram na minha casa 15 vezes. USADA, não venha mais na minha casa. Você não precisa. Você não precisa vir. Eu não vou falhar em um teste, eu não vou cometer nenhum erro", desabafou, em entrevista ao programa 'UFC Tonight', do canal Fox Sports.

"Estou falando sério dessa vez, pessoal. Eu prometo que eu não estava realmente tentando trapacear. Isso nunca vai acontecer comigo. Setenta vezes. Setenta vezes desde que comecei a lutar internacionalmente, e nunca cometi um erro. Não é tão difícil. Então, ter que sentar lá e passar por tudo isso mostra que esses caras são ridículos", completou.

Aos 39 anos, Cormier está no final de sua carreira profissional. O lutador já declarou, em entrevistas recentes, que pretende realizar apenas mais dois combates no UFC antes de se aposentar. Seu provável próximo desafiante ao título dos pesados será Brock Lesnar e o duelo com o rival Jon Jones ? que estrá liberado para lutar a partir de outubro ? pelo título dos meio-pesados poderá ser uma das opções para a sua última luta na organização.

MMA