PUBLICIDADE
Topo

Esporte

De protagonista a coadjuvante! Renan 'Barão' ignora má fase em busca de aprendizado

Felipe Castello Branco e Marcel Alcântara, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

20/09/2018 13h37

Não é nenhum segredo que Renan 'Barão' vive o pior momento de sua carreira como profissional de MMA. Ex-campeão dos pesos-galos (61 kg) do UFC, o atleta subiu de divisão, retornou à categoria de origem, mudou de equipe e hoje vive nos EUA. E mesmo com tantas reviravoltas, as quatro derrotas nas últimas cinco lutas parecem colocar seu futuro em xeque.

E será diante do estrante Andre Ewell lutando em casa, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, que o atleta terá a chance de recomeçar ? ou de ficar à beira de uma demissão. Mesmo assim, o próprio Barão não parece se abalar com as seguidas e recentes manchas em seu currículo.

"Derrota só é derrota quando você não aprende nada. Quando você aprende alguma coisa, é um aprendizado. Toda vida de um atleta é cheia de vitórias e derrotas. Estou seguindo o processo e trabalhando todos os dias", narrou, curante conversa com a reportagem da Ag. Fight, durante o media day do UFC São Paulo realizado nesta quinta-feira (20).

Escalado para a segunda luta do card principal de uma edição Fight Night que contou com cinco atletas retirados do show às vésperas do evento, Barão sabe que está distante dos dias em que chegou a liderar cinco edições do UFC. Agora, em um processo de recomeço, o atleta da America Top Team adota um discurso ameno, talvez até como uma fora de não atrair muita atenção para si.

"Na verdade, ser luta principal... Eu não sei, para mim não faz diferença. O objetivo é sempre se apresentar da melhor forma possível. Trabalhar, treinar e dar orgulho para todo mundo. aí mostrar que estamos fazendo um excelente trabalho", relativizou, antes de analisar brevemente seu oponente.

"Andei estudando as lutas dele e vi que ele tem umas falhas, alguns erros. Então a gente vai jogar em cima disso. No sábado, vocês vão ver", finalizou.

Esporte