PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Borrachinha' diz que substituiria Weidman ou Rockhold no UFC 230: "Mas tem que falar agora"

Gaspar Bruno, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

28/08/2018 17h07

Paulo 'Borrachinha' tinha um encontro marcado com Yoel Romero no UFC 230, em 3 de novembro. Mas uma alegada lesão do cubano adiou o combate, que deve acontecer em janeiro de 2019, no primeiro evento transmitido pela ESPN ? nova parceira do Ultimate. E, embora conte com a realização do confronto, o brasileiro surpreendeu ao dizer, em entrevista coletiva nesta terça-feira (28) da qual a Ag. Fight participou, que aceitaria substituir Chris Weidman ou Luke Rockhold no show programado para Nova York.

O mineiro, entretanto, deixou claro que sua concordância com uma nova luta está sujeita a algumas condições. Segundo ele, o contato do Ultimate teria de ser feito imediatamente, a fim de que ele possa se preparar de maneira adequada para um novo adversário.

"Depende de quanto tempo. Teria que falar agora. No nível em que eu cheguei agora, de lutar com o Romero, que é o primeiro do ranking, não vale a pena pegar uma luta em cima da hora. Sendo que vencendo o Romero a chance do título é muito forte. Então, só se falassem agora. Eu lutaria com qualquer um dos dois", declarou.

De acordo com 'Borrachinha', não é a contusão o que impede Yoel de lutar com ele. O brasileiro afirmou que o cubano deseja mais tempo para se treinar, pelo receio de emendar a segunda derrota consecutiva. Em junho, Romero perdeu para o campeão Robert Whittaker. Paulo aproveitou para provocar o ex-wrestler.

"Quando ele se lesionou, se ele se lesionou contra o Whittaker, ele já sabia quanto tempo ele precisaria para estar pronto. Ele disse que lutaria em novembro comigo. Depois disse que o médico não tinha liberado ele ainda, mas ele desafiou o Cormier nesse intervalo de tempo. Então, com certeza, não é lesão o que está impedindo. Ele acredita que vai precisar de mais tempo para estar pronto", disse.

"Acho que é . Quando você chega em uma certa idade e você vai desafiar certo oponente, você sabe que aquele oponente pode te machucar, pode causar danos à saúde até. Então, talvez você precisa de mais tempo para chegar melhor na luta, mais rápido, mais bem preparado. Acho que é isso que ele está pensando", completou.

Borrachinha, de 27 anos, tem 12 lutas em seu cartel profissional, com 12 vitórias. No Ultimate, ele já fez quatro lutas, ganhando todas por nocaute técnico. Paulo enfileirou Garreh McLellan, Oluwale Bangbose, Johny Hendricks e Uriah Hall na maior organização de MMA do mundo.

Esporte