PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Woodley ignora sua divisão e pede por vencedor de Bisping x GSP

Ag. Fight

31/10/2017 14h31

Mesmo com confrontos decisivos na divisão dos meio-médios (77 kg), como por exemplo Rafael dos Anjos x Robbie Lawler e Stephen Thompson x Jorge Masvidal e, além disso, outros nomes que estão recebendo destaque na categoria, como Colby Covington, o atual campeão não pretende enfrentar nenhum desses adversários. Tyron Woodley faz planos para lutar com o vencedor da luta principal do UFC 217 - que acontecerá neste sábado (4), em Nova York (EUA) - entre Michael Bisping e Georges St-Pierre, valendo o cinturão dos médios (84 kg).

O americano afirmou que não vê mais nenhum grande desafio na sua atual divisão e nenhuma luta que faça para defender o seu cinturão dos meio-médios será tão rentável quanto mudar de categoria. Em entrevista para o podcast 'Anik and Florian', Woodley disse que o seu currículo deve lhe dar o direito de realizar esse possível confronto.

"Eu acho que o meu próximo oponente será o vencedor entre Bisping e Georges St-Pierre. Acho que essa deve ser minha próxima luta. Sendo vitorioso, acho que vocês vão me ver mudar para uma divisão diferente. É difícil para eu falar, porque se você pegar no ranking o primeiro, o segundo e o terceiro, eu já os bati. Venci o um, dois, três e cinco. Kelvin Gastelum e Johny Hendricks estavam nesse meio e eu os venci também. Bati o Tarec Saffiedine, que já foi removido do ranking e Dong Hyun Kim que também não aparece mais na lista", comentou o atleta.

"As pessoas têm uma memória curta do meu currículo e a minha habilidade de finalização. Eu tenho 18 vitórias, 11 são por finalização e nove delas no primeiro round. Quando você luta com os primeiros colocados do ranking, o que poucos campeões estão fazendo ultimamente, você enfrente os Stephen Thompsons, os Demian Maias e essas lutas não vão ser rentáveis. Muitas vezes, lá para o quarto round a luta fica decisiva. É como um boliche, nem tudo é um 'strike', você precisa ser capaz de conseguir um 'spare' também".

Apesar do desejo de Woodley, que ainda se recupera de uma lesão no ombro, é improvável que o vencedor do UFC 217 seja o seu próximo desafio. Isso porque a divisão ainda possui um campeão interino, que é Robert Whittaker. Portanto, aquele que triunfar deve unificar o título em sua luta seguinte.

Esporte