PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após vitória polêmica, Deiveson Alcântara admite que temeu por derrota

Felipe Castello Branco e Marcel Alcântara, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

30/10/2017 10h00

O duelo entre Deiveson Alcântara e Jarred Brooks acabou cercado de polêmica. Realizado no UFC São Paulo, evento que aconteceu nesse sábado (28), o combate terminou com uma vitória controversa do brasileiro por decisão dividida dos juízes. E até o próprio brasileiro achou que tinha perdido a luta.

Durante conversa com jornalistas logo após a luta, Deiveson revelou que, em um primeiro momento, achou que sofreria a primeira derrota da carreira. Contudo, na análise do brasileiro, a sua garra e determinação no combate fizeram a diferença para que ele saísse vitorioso.

"A luta foi dura. No final eu achei que tinha perdido, mas continuei comemorando. O que me fez ganhar essa luta foi a minha força de vontade. No segundo round eu voltei soltando golpes duríssimos e ele sentiu. Ele levou uns dois 'semi-knockdowns' e isso me fez ganhar a luta, a força de vontade. Do segundo para o terceiro round ele começou a sentir o gás e eu cresci", afirmou.

Mesmo após se emocionar no corte de peso e, por pouco, não falhar na balança, Deiveson fez questão de não dar desculpas para o rendimento abaixo do esperado. Na análise do próprio atleta, seus treinamentos deveriam ter sido mais intensos - principalmente no que diz respeito a defesa de quedas.

"Acho que não atrapalhou . Faltou treino mesmo. Ele me colocou muito fácil para baixo. Vou trabalhar em cima disso e tenho certeza que voltarei ainda mais forte", apontou.

Com o resultado, Deiveson segue invicto na carreira, tendo vencido todas as 13 lutas que já disputou. No entanto, o peso-mosca (57 kg) tem total consciência de que, um dia, a derrota provavelmente chegará. E, quando isso acontecer, o brasileiro garante que continuará sempre de cabeça erguida.

"Um dia eu vou ter que perder e, se perdesse hoje, eu perderia com honra porque fui até o final e não desisti. Mas, graças a Deus a vitória veio para mim. Ele disse que eu sairia chorando, mas, felizmente, quem saiu chorando foi ele", finalizou.

Esporte