PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ainda sem treinar, 'Shogun' aponta possível rival para retorno ao UFC

Felipe Castello Branco e Marcel Alcântara, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

30/10/2017 08h00

Depois de lidar com a lesão que o tirou do UFC Japão, Maurício 'Shogun' Rua projetou o seu retorno ao octógono para o ano que vem. Com dificuldades para manter a consistência em seu treinamento, o brasileiro revelou que está voltando a treinar aos poucos e que precisa da autorização da sua equipe médica para praticar o MMA em alto nível. Mesmo sem uma data concreta, o atleta apontou o seu possível rival: Ovince St-Preux, adversário que enfrentaria no evento que aconteceu em Saitama (Japão).

Sem lutar desde março passado, o brasileiro esperava conseguir engatar uma sequência de confrontos no Japão. Sem ter condições de lutar, devido a uma contusão no joelho, Shogun precisou cancelar a sua participação às vésperas do evento e foi substituído por Yushin Okami na luta principal do show. Com planos para retornar por volta de maio do próximo ano, o atleta espera ter a chance de conseguir a sua revanche contra St-Preux no seu retorno.

"Eu gostaria que fosse de novo o St-Preux, eu espero que o Dana (White) possa agilizar esse agendamento e tudo mais. É um cara duro, um cara que eu respeito e ainda é quem eu queria lutar", prometeu o atleta.

Para isso, o atleta deve retomar o seu treinamento no próximo mês, mas ainda não será com força total. Acompanhado por um fisioterapeuta, o brasileiro explicou que começará aos poucos nos fundamentos de muay thai e jiu-jitsu até estar completamente autorizado a treinar em alto nível de novo.

"Eu devo voltar daqui a um mês, com treino de leve no muay thai e no jiu-jitsu. Eu vou me soltando aos poucos, tenho um fisioterapeuta me acompanhando o dia inteiro, então ele vai me liberando. Para que eu consiga estar 100%, sem sentir nada, para que eu possa estar no camp e poder remarcar a luta", comentou o brasileiro.

Shogun tem enfrentado problemas com contusões há bastante tempo e, por isso, lutou apenas uma vez por ano entre os anos de 2015 e 2017. Contudo, em conversa com os jornalistas em São Paulo, o peso meio-pesado (93 kg) garantiu que os atletas profissionais precisam aprender a lidar com as consequências do esporte.

"Lesão é uma m***. Nosso maior obstáculo é enfrentar lesão. Quem passa por isso, tem que saber lidar. Em qualquer esporte é comum se lesionar e eu acho que na luta é muito pior. A gente tem que aprender a viver com isso. Tem que se cuidar e, fazer o quê? É uma coisa que acontece e é inevitável", comentou o lutador.

Aos 35 anos, Shogun já é um veterano na organização. O atleta estreou no UFC em 2007 e oscila entre vitórias e derrotas no octógono. Das suas 17 lutas no Ultimate, o brasileiro venceu apenas nove. A sua maior sequência de resultados positivos desde então foi em seus últimos três confrontos, onde saiu comemorando em todos.

Esporte